Siga nossas redes

Guia Financeiro

Renda passiva: o que é e dicas para ganhar dinheiro investindo

Renda Passiva: fazer o dinheiro trabalhar por você é possível, mas exige um esforço de longo prazo.

Publicado

em

investimento tempo

Fazer o dinheiro trabalhar por você e alcançar a independência financeira são desejos de muita gente. Porém, muitas vezes estas metas são tidas como inalcançáveis, complicadas e só para quem já tem muito dinheiro. É neste contexto que entra a renda passiva, que ajuda a chegar mais perto destes objetivos. Afinal, quem não deseja ganhar dinheiro a qualquer momento sem precisar trabalhar de forma ativa?

Para entender melhor o que é a renda passiva e como conseguir viver dela, o InvestNews conversou com a educadora financeira Veridiana Lopes e com Andressa Siqueira, especialista em investimentos da Magnetis.

O que é renda passiva?

A renda passiva nada mais é que uma renda que não depende diretamente da pessoa para o valor cair em conta. Ou seja, ela acontece quando não são necessários esforços físico ou intelectual todos os meses ou de tempo em tempo para que se tenha um retorno financeiro. Trata-se de uma renda garantida sem precisar trabalhar ativamente para recebê-la.

Ela também não depende e não deve se prender a momentos específicos, além de ser importante para o futuro financeiro da pessoa, já que permite evitar que se corra riscos em cenários de longo prazo, que podem acabar sendo imprevisíveis.

Renda passiva x renda ativa

Saber diferenciar renda passiva e ativa é essencial para quem deseja ter uma vida financeira confortável. Apesar desses conceitos serem simples, geram dúvidas.

A renda ativa é o oposto da renda passiva. Ela depende diretamente de um esforço da pessoa, de algum trabalho efetivo. Ou seja, se trabalhar, ela terá uma remuneração. Caso contrário, não. Assim, a renda ativa sempre estará vinculada a algum trabalho desempenhado e deixa de ser recebida quando algum esforço para de ser realizado.

É importante destacar também o risco da renda ativa, afinal, quem depende somente do trabalho para conseguir se manter financeiramente, em um cenário de desemprego, por exemplo, perderá sua fonte de renda, diferentemente da renda passiva, que proporciona mais tranquilidade financeira.

Apesar de diferentes, as rendas passiva e ativa podem caminhar juntas. Afinal, é recomendável ter uma renda ativa para conquistar renda passiva, já que é dinheiro que faz dinheiro, tentando sempre pensar no longo prazo, pois é quando se começa a usufruir desses recursos.

Como gerar uma renda passiva?

É importante lembrar que, para alcançar uma renda passiva, é necessário um esforço inicial que renda lucro de forma passiva ao longo do tempo, em um futuro. Por isso, alcançar a renda passiva pode exigir muito trabalho, por um grande período de tempo, para que ela possa ser construída.

Assim, quando a pessoa quer alcançar a renda passiva, ela precisa ter foco no longo prazo. No curto prazo acaba sendo um pouco mais difícil, pois será necessário ter um capital já investido. Agora quando se fala a longo prazo, é possível ter tempo para se preparar até a renda passiva começar a chegar.

Para dar os primeiros passos na geração de renda passiva, a primeira pergunta é: qual o nível de esforço estou disposto a aplicar? A partir daí, é preciso traçar uma meta, ou seja, projetar o quanto quer receber mensalmente e em qual momento de vida.

O próximo passo é levantar qual o capital disponível que se tem e o quanto é preciso investir para chegar no objetivo desejado, para ter clareza da sua jornada e próximos passos. Para isso, um planejamento financeiro é essencial e é muito importante também entender os riscos de cada opção possível escolhida para se obter renda passiva, além de ser necessário considerar atenção à inflação, que pode acabar prejudicando o rendimento da renda passiva ao longo do tempo.  

Para isso, é recomendável diversificar a fonte de renda passiva, pois, se alguma delas for afetada, é possível ter uma compensação.

A partir daí é seguir para prática, para fazer com que o dinheiro passe a render. Quanto mais conseguir investir até a idade que a pessoa colocou como meta, melhor. Assim, não é recomendável esperar se chegar em um salário ideal para começar a criar hábito de renda passiva. Ela é uma construção. Quanto antes começar, melhor. Por isso, é importante usar o tempo ao seu favor para o montante investido crescer.

Além disso, a renda passiva depende do momento financeiro e de vida de cada pessoa e da organização que se tem. O segredo é ter um planejamento de quanto se tem, quanto consegue guardar mensalmente e o quanto precisa para alcançar metas. Quanto antes se planejar, melhor para conseguir colocar o dinheiro para trabalhar.

Por fim, não acredite em promessas milagrosas e de ganho de dinheiro rápido, pois a renda passiva depende de planejamento, esforço e tempo.

Quais são os tipos de renda passiva?

São dois os tipos de renda passiva: com ou sem capital.

Com capital é quando demanda um investimento inicial de determinado valor para fazer o dinheiro crescer e virar renda passiva, ou seja, quando você faz o uso do seu dinheiro para conseguir obter novas receitas. Por exemplo: salário, o recebimento de uma herança ou um dinheiro que a pessoa conseguiu acumular no decorrer da vida.

Já no caso sem capital é quando não é necessário fazer nenhum tipo de investimento e se recebe renda por outros meios. Por exemplo: direito de imagens, royalties ou fazer parte de alguma sociedade e que, não necessariamente, tenha empregado recursos financeiros para o valor se tornar renda passiva.

Vantagens de investir na renda passiva

A renda passiva é um ícone da liberdade e tranquilidade financeira. Uma grande vantagem dela é poder viver a vida do jeito que a pessoa deseja.

Muitas pessoas projetam ou chegam em um determinado momento da vida em que querem diminuir a carga de trabalho ou até parar de trabalhar. Para quem faz essas projeções, a renda passiva é uma grande aliada para que seja possível continuar conduzindo a vida, pagando contas e tendo dinheiro para o lazer sem precisar trabalhar.

Neste cenário, poder se aposentar antes do tempo é mais uma vantagem que renda passiva permite. E, quanto mais tempo e esforço se tem na geração dela, mais rápido a renda passiva vai acontecer.

Exemplos de renda passiva

Diversas podem ser as fontes de renda passiva, desde que sempre adequadas ao seu planejamento, capital e interesse. Confira algumas delas:

  • Loja de drop shipping: trata-se de um modelo de e-commerce em que se é um intermediário entre o consumidor e o fornecedor. Ou seja, o lojista realiza as vendas por meio de uma loja virtual, mas a responsabilidade pelo estoque e pela logística da entrega fica na responsabilidade do fornecedor do produto. Como são os mais variados os itens que podem ser vendidos, existem opções lucrativas e, como é o empreendedor que decide pelo valor final do produto, é uma das opções de renda passiva que a pessoa consegue fazer projeções de quanto é possível obter de retorno. Ela é vista como uma oportunidade para quem quer renda passiva em um curto prazo. A pessoa acaba tendo um caixa rápido, já que consegue comprar o produto por um preço mais em conta, vender mais caro e lucrar.
  • Compra de imóveis: é uma das mais famosas opções de renda passiva. A pessoa compra um determinado imóvel, coloca para locação e o aluguel recebido se torna a renda passiva. Porém, é preciso colocar na ponta do lápis os custos dessa compra do imóvel, para verificar se o retorno compensará. Caso se opte por um financiamento, precisa ter muito claro as taxas, custos de cartório, perdas ao longo do tempo, custos de manutenção e reforma, ou seja, todos os gastos da aquisição deste imóvel. A partir daí, é importante fazer as contas de quanto se pagou no imóvel, o quanto terá de retorno com um possível aluguel para ver se vale compensa. Além disso, é preciso se atentar ao risco de vacância, ou seja, a possibilidade de o imóvel não ser alugado tão rapidamente. Assim, a pessoa precisará ter um capital reserva para continuar arcando com os possíveis custos. Outro risco também para se atentar é o de liquidez, ou seja, pode acontecer de não ser muito fácil vender o imóvel de forma rápida, causando prejuízos financeiros.
  • Mercado de ações: é uma boa alternativa para quem quer investir pensando no longo prazo e também está disposto a correr risco. Por isso, para quem está pensando em começar no mercado de ações, a atenção  deve ser redobrada, sempre levando em conta o perfil de investidor que se tem. Com isso bem claro, é um passo que vale a pessoa ter em mente, pois, ao comprar uma ação, o investidor adquire uma parte de uma empresa. Se ela se valoriza no longo prazo, o investimento se valoriza, além de exigir pouco capital para investir. Além do rendimento da própria carteira, tem também a possibilidade de receber dividendos. Lembrando sempre que, nestes casos, o recomendável é sempre ter uma carteira diversificada. O mercado de ações é visto como uma das opções de renda passiva, porém, é preciso ter consistência nos investimentos para que ela aconteça e consciência dos riscos do investimento.
  • Redes sociais: além de muito usada para estar em contato com familiares e amigos, pode ser também uma fonte de renda passiva. Afinal, por meio delas é possível oferecer produtos ou criar conteúdos que sejam considerados frios e tenham vida longa nas redes, podendo ser monetizados, dependendo do alcance e relevância que conquistar. E aí entram desde conteúdos que podem ser desenvolvidos pela pessoa, quanto patrocinado por determinadas empresas.
  • Blogs e sites: nestes casos, primeiro é necessário fazer o emprego de determinado esforço para que vire renda passiva em um futuro. E aí são inúmeras as possibilidades, como, pro exemplo, a criação de um e-book, por exemplo. Para prepará-lo, exigirá um esforço inicial, mas que depois não será mais necessário e se receberá uma renda a partir do momento em que ele for sendo comprado. O que pode colaborar neste processo é a utilização da estratégia de SEO, que a partir do bom uso e da forma correta de palavras-chaves, o conteúdo pode ser encontrado com mais facilidade pelos usuários da internet, podendo ter um alcance de público muito maior, favorecendo o retorno financeiro que a pessoa pode ter.

Veja também

Opere com as melhores ferramentas para trader e corretagem ZERO em Ações! Comece já

Anúncio Patrocinado Corretagem zero Easynvest Corretagem zero Easynvest

Anúncio Patrocinado Confira a carteira recomendada mensal de Agosto de 2021

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.