Siga nossas redes

Negócios

Petrobras diz que ANP aprovou acordo de individualização da produção de Mero

O AIP é celebrado nas situações em que as jazidas se estendem para além das áreas concedidas ou contratadas.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

imagem decorativa: Petrobras
Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro 16/10/2019 REUTERS/Sergio Moraes

A Petrobras (PETR3, PETR4) informou nesta segunda-feira que foi aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) o Acordo de Individualização da Produção (AIP) da jazida compartilhada de Mero, na Bacia de Santos.

As participações de cada parte na jazida compartilhada de Mero passam a ser as seguintes: Petrobras, com 38,60%; Shell, com 19,30%; TotalEnergies, com 19,30%; CNODC, com 9,65%; CNOOC Limited, com 9,65%; e Pré-sal Petróleo PPSA, com 3,50%.

O AIP é celebrado nas situações em que as jazidas se estendem para além das áreas concedidas ou contratadas.

Com a aprovação da ANP, o AIP estará efetivo a partir de 1º de janeiro de 2022.

Em decorrência do processo de individualização da produção da jazida, as partes estão negociando a equalização entre os gastos incorridos e as receitas relativas aos volumes produzidos até a data da efetividade do AIP, segundo a Petrobras.

Veja também

Quer segurança e rentabilidade acima da poupança para seus investimentos? Invista em CDB!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10