Siga nossas redes

Negócios

Petrobras revisa para baixo meta de produção de 2022

A estatal manteve a previsão de investir US$ 11 bilhões neste ano.

Publicado

em

imagem decorativa: Petrobras
Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro 16/10/2019 REUTERS/Sergio Moraes

A Petrobras (PETR3, PETR4) anunciou nesta sexta-feira, 14, que revisou para baixo a meta de produção de 2022 por conta da venda de parte dos campos de Atapu e Sépia para a iniciativa privada. Segundo a estatal, a queda será de 70 mil de barris de óleo equivalente (boe) por dia no exercício.

“O início da partilha de produção dos FPSOs P-70 e Carioca, em operação nos campos de Atapu e Sépia, respectivamente, impactará a meta de produção da Petrobras divulgada no Plano Estratégico de 2022-26”, disse a empresa em nota.

A vigência do regime de partilha de produção nos campos, substituindo o regime de cessão onerosa, começa a vigorar no início de maio de 2022. Em Atapu a Petrobras terá 65,68% e em Sépia, 55,30%.

Com essa redução, houve alteração na projeção para a média do ano, de 2,7 para 2,6 milhões de boe/d, com variação de 4% para mais ou para menos. A produção de petróleo e produção comercial tiveram impacto menor, de 60 mil boe/d, mas permaneceram com as mesmas faixas, respectivamente, 2,1 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) e 2,3 bpd, também com variação de 4% para cima ou para baixo.

A estatal manteve a previsão de investir US$ 11 bilhões em 2022, que devem incluir mais um sistema de produção em cada um dos campos de Atapu e Sépia.

Veja também

  • 2022 é realmente o ano da decolagem?
  • Mais negociadas, porém, descontadas: por que MELI34 segue ‘andando de lado’?
  • inflação vai dar trégua em 2022? Veja o que pensam 4 casas de análise
  • BDRS das big techs: é hora de vender? E ainda, Moura Dubeux sobe mais de 13%

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!