Siga nossas redes

Negócios

Varejistas ultrapassam marca de R$ 1 tri em faturamento, mostra SBVC

300 maiores empresas de setor faturaram 20% a mais que no ano anterior, acima da expansão registrada no varejo geral.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

As 300 maiores empresas de varejo do país faturaram, juntas, a marca de R$ 1,046 trilhão em 2022, revelou a edição de 2023 de um ranking desenvolvido pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) e divulgado esta semana. O número representa um crescimento de R$ 153,6 bilhões sobre o ano anterior.

Considerando as 207 empresas que divulgaram seus faturamentos brutos, o crescimento anual foi de 20% – acima da expansão de 14% registrada pelo setor de varejo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2022, as 300 maiores haviam aumentado seu faturamento em quase R$ 100 bilhões sobre 2021, o que mostra uma aceleração do grande varejo.

Carrefour lidera ranking de vendas

O Grupo Carrefour (CRFB3) lidera a lista de maiores varejistas, com um faturamento bruto de R$ 108 bilhões no ano passado. Segundo o estudo, é a primeira empresa do varejo brasileiro na história a ultrapassar a marca dos R$ 100 bilhões em vendas anuais.

de acordo com a SBVC, as cinco maiores empresas do ranking – Carrefour, Assaí (ASAI3), Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3) – somaram um faturamento de R$ 285,9 bilhões, o que representa 27,33% do faturamento das 300 maiores e 10,95% do faturamento total do varejo ampliado brasileiro.

O estudo também mostrou que a digitalização do varejo continua crescendo. O número de empresas de e-commerce em operação subiu de 162 para 222 nos últimos três anos.

Já o segmento com maior número de empresas no ranking é o de supermercados, com 152 representantes, metade do total da amostra, dos quais quatro estão no top 10 do varejo. Por sua vez, o setor de moda, calçados e artigos esportivos, com 38 empresas, é o segundo com maior presença no ranking.

Em número de lojas, o Grupo Boticário é líder do segmento no Brasil, com 3.828 pontos de venda. Entre as maiores neste quesito, o estudo aponta que a tônica é a forte presença do sistema de franquias como modelo de expansão.

  • Confira a as ações da Via Varejo (VIIA3)

Capital aberto na bolsa

Das 300 varejistas listadas no estudo, 42 são de capital aberto (aquelas que possuem ações negociadas em bolsa de valores), três a mais que na edição anterior do ranking.

Embora representem apenas 14% das empresas, o ranking mostra que elas respondem por 47,8% do faturamento total das 300 maiores varejistas. O setor de moda, calçados e artigos esportivos é o que tem mais representantes de capital aberto, com 13 empresas.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.