Siga nossas redes

Nós, mulheres investidoras

5 sinais de que você está pronta para o day trade

Veja se uma das operações em renda variável mais comentadas também é para você.

Publicado

em

Paula Reis faz sinal de 5 com a mão

Neste ano de 2020, estamos batendo recordes de investidores pessoas físicas entrando na bolsa de valores, e isso por si só é muito positivo. Mas precisamos falar no detalhe de tudo que você precisa saber dos riscos e do planejamento que as operações exigem, antes de começar a realizá-las.

É muito comum eu receber mensagens de pessoas que iniciaram suas operações Day Trade com o único recurso que conseguiram poupar por anos. Pela falta de conhecimento e também iludidos por promessas de ganhos absurdos, acabaram realizando muitos prejuízos e só então pararam para analisar o que fizeram de errado.

Lembre-se sempre que o Day Trade é uma operação de risco, indicada para pessoas com um perfil mais ousado. Se você ainda não sabe qual seu perfil e também entende pouco dos riscos e movimentos do mercado, é preciso segurar a ansiedade, dar alguns passos para trás e se perguntar: será que estou pronta para começar no Day Trade.

Por isso, eu separei 5 sinais que considero essenciais para você começar no Day Trade com o pé direito, reduzindo sua chance de perder todo o seu capital.

1 – Possuir sua reserva de segurança investida em alternativas conservadoras e com liquidez

Eu gosto de chamar de “reserva de segurança ou de oportunidade” aquele recurso disponível para cobrir gastos não planejados, te dar tranquilidade em qualquer queda de renda, desemprego, até mesmo para aproveitar alguma negociação de um curso com desconto ou efetuar qualquer pagamento à vista.

Esse recurso deve ser investido para te trazer segurança e tranquilidade, por isso a liquidez é um fator essencial e o rendimento não é o foco para ele. Por isso, é muito importante mantê-lo em opções conservadoras, como a renda fixa com resgate imediato, sem carência ou vencimento. E você só vai conseguir esse tipo de disponibilidade fora da bolsa de valores, pois todos ativos negociados em renda variável dependem de venda a mercado para que o valor fique disponível para resgate em conta.

Imagine se aparece uma emergência ou necessidade exatamente num dia em que ocorra oscilação negativa? Você teria um problemão ao invés de uma solução!

Também costumo não aconselhar a utilização do valor da reserva de segurança para capital inicial de suas operações Day Trade, pois o ideal é separar os recursos estrategicamente.

2 – Já ter estudado o funcionamento do mercado

Eu vejo muitas pessoas físicas iniciando no Day Trade sem saber com detalhes como o mercado funciona. Em qualquer mercado, temos variáveis a considerar: taxas de corretagem, tarifas, prazos, imposto de renda sobre lucros. O operacional tanto do mercado à vista (onde negociamos ações) quanto do mercado futuro (onde os derivativos são negociados) são bem diferentes, desde o horário de pregão até a possibilidade de alavancagem de recursos para executar as operações.

Se você reservar um tempo para entender o funcionamento do mercado na prática, antes de começar suas operações ou até mesmo de estudar o gráfico, você evitará erros básicos e também irá preservar o seu capital inicial!

3 – Já ter investido seu próprio dinheiro em outros ativos moderados ou arriscados

Esse é o sinal que eu chamo de “teste prático”. Nada adianta sabermos do risco na teoria sem antes testar na prática como lidamos com ele. Seria o mesmo que tentar tirar a carteira de habilitação sem nunca ter dirigido um carro.

É o mesmo princípio para investir. Você não precisa abrir uma operação em Day Trade, num mercado em que a oscilação de preços acontece em segundos para saber se seu emocional lhe permite tomar riscos com seu dinheiro ou não.

Hoje temos uma vasta opção de investimentos moderados em que você pode diversificar seus investimentos e observar como você reage caso um dia o valor aplicado esteja inferior, como os fundos multimercados, fundos imobiliários, ETFs.

Vale lembrar que enquanto você não vender suas cotas do ativo, você não realizou o prejuízo, ok? Vejo muitas pessoas realizando perdas simplesmente por não terem perfil adequado ao risco tomado, vendendo no momento em que não aguentam mais conviver com rentabilidade negativa.

Se você passou por isso e “teve estômago”, siga comigo para o próximo sinal!

4 – Saber qual é o seu apetite a risco e o seu perfil de investidora

Além do teste prático, temos formas de entender e investigar seu apetite a risco. Uma delas é responder o questionário de perfil de investidor, o famoso suitability, que vai avaliar o que você pretende em seus investimentos, quais são suas metas e qual tipo de retorno você espera.

Ele está disponível na sua conta da corretora e leva apenas alguns minutos para responder. Aproveite as perguntas para pensar nos seus objetivos de vida e organização financeira no curto e médio prazo e inclua-os no seu planejamento de seus investimentos.

5 – Possuir conta em corretora e já sabe emitir/cancelar ordens de compra e venda

Faz parte do planejamento, reservar um tempo para entender o home broker ou uma plataforma mais robusta, aprender a utilizar os botões de compra e venda, fazer a leitura gráfica básica etc.

É muito comum ouvirmos histórias de pessoas que começaram sem preparo e tomando prejuízos que poderiam ter sido evitados por conta de ordens abertas e esquecidas ou até mesmo clicar no botão que tinha outra função.

Eu tenho que te alertar: o home broker tem muitas funcionalidades e é difícil conseguir interagir com ele de primeira, por isso, que sugiro intensamente o uso dos simuladores (a famosa conta demo) antes de você começar a operar Day Trade. Se você passar alguns meses se dedicando a isso, tenho certeza que vai operar com muito mais tranquilidade!

Como saber se estou pronta?

Sei que parecem ser muitas etapas, mas tente pensar: que tipo de atividade que vai te gerar lucro que você já fez na vida que não teve que dedicar horas ou até anos de estudos e preparo?

O Day Trade não é diferente! Gosto de ressaltar sempre que não é fácil ganhar dinheiro no mercado e vale a pena dedicar-se a cada passo com calma, sem pular nenhuma etapa.

“Paula, eu já fiz tudo isso. To pronta?” Está! Mas não esqueça de estudar análises técnica e gráfica, usar o “dinheiro de mentirinha” a seu favor até escolher o que funciona para você.


Uma parceria B3, Paula Reis e Nós, mulheres investidoras.

Lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive na Bolsa de Valores! Comece sua jornada!

Anúncio Patrocinado BDR BDR

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.