Siga nossas redes

Guia Financeiro

O que é day trade, como funciona e quais os riscos?

Estratégia de investimento consiste em comprar e vender ações no mesmo dia; entenda.

Publicado

em

day trade

O que é day trade? Day trade (do inglês "negociação do dia") é uma estratégia de investimento que consiste em comprar e vender ações no mesmo dia, dentro do mesmo pregão, com o objetivo de lucrar no curtíssimo prazo. A prática consiste tanto em uma compra seguida de venda quando uma venda seguida de compra.

Como funciona o day trade?

O day trade é uma modalidade de negociação de compra e venda de ativos, como na bolsa de valores, que inicia e se encerra no mesmo dia. Operações de day trade são comuns no mercado à vista com a negociação de investir em ações, índices futuros (contratos futuros), mas também podem ser realizadas com qualquer outro ativo. Para quem quer trilhar esse caminho, o InvestNews preparou um guia sobre as principais questões que precisa saber sobre o day trade.

Como é a vida de um trader?

O paulista Emanuel Takahashi é trader desde 2017. Ele atua com operações de dólar e criptomoedas. Em um mercado cada vez mais procurado pelos investidores, ele visa o aumento de capital por meio da moeda americana. Desta forma, mesmo que opere com criptoativos no day trade, seu objetivo no fim do dia ou do mês é a quantidade de dólar que possui na carteira.

Sem rotina definida, ele acredita que os traders funcionam mais por resultados, aquela pressão extra para conseguir ganhar dinheiro. “Os traders fazem operações variadas, não só aquela diária que muitos divulgam em vídeos de internet”, comenta.

Para Takahashi, essa “glamorização” da liberdade financeira nem sempre existe. Ele, por exemplo, que opera em um mercado que funciona 24 horas e 7 dias na semana, trabalha de acordo com a liquidez que o mercado apresenta.

Algumas vezes, ele opera no horário asiático, quando é noite ou madrugada no Brasil. “Também encontro excelentes fluxos de negociação de 4 em 4 horas quando os ativos apresentam uma variação interessante”, comenta.

Ele também explica que quase sempre a vida de um trader não é aquela vendida pelos influenciadores de internet, com super carros, mansões, viagens para lugares paradisíacos e promessas de ganhos surreais.

Não que isso não seja possível depois de certo tempo no ramo. Mas segundo Takahashi, o que ninguém conta aos traders iniciantes é que o caminho para chegar lá é doloroso. “Ser trader é competir com ninguém mais do que você mesmo”, afirma.

Segundo ele, ser trader também é se arriscar em operações diversas e começar da pior maneira: perdendo. “Aquele trader que só tem bons momentos ou nunca perdeu no mercado, ainda precisa experimentar o fracasso para seguir na carreira”, afirma.

Takahashi comenta que quem busca se tornar um trader profissional precisa muito mais do que saber ganhar dinheiro.

É necessário lidar com os piores sentimentos, a pressão de trabalhar com volume substancial de capital, paciência de esperar as melhores oportunidades de entrada. E, principalmente, ter controle emocional para lidar com tweets de personalidades que derrubam mercados, erros em plataformas, hackers, problemas técnicos, sucesso e fracasso.

Qual a diferença entre day trade e swing trade?

Enquanto no day trade a operação é realizada e encerrada no mesmo dia, quando a negociação se estende para o próximo dia já pode ser caracterizada como swing trade, apontam os especialistas da Monett.

Contudo, uma operação de swing trade pode até mesmo levar mais tempo, de semanas até meses.

Garretti exemplifica: se você fez a compra para investir em ações da Petrobras (PETR4) pela manhã e vende esse mesmo lote na parte de tarde, você realizou uma negociação na modalidade day trade.

Mas se você optou por vender esse mesmo lote somente no dia ou na semana seguinte, você realizou uma negociação na modalidade de swing trade.

Mesmo se tratando de operações mais longas, os traders da Monett esclarecem que este tipo de operação não se confunde com o value investing, já que há estratégias de análise técnica para períodos maiores que são complementares a visão fundamentalista.

Embora o swing trade possa parecer mais seguro para o investidor, Antonio Samad Júnior, sócio e gestor da mesa proprietária Axia Investing, afirma que tudo depende do ângulo da operação. “No day trade ao encerrar posição no mesmo dia você não corre o risco de gap de um dia para o outro”, explica, no entanto este risco pode estar presente no swing trade.

Como funciona o day trade?

Samad, da Axia Investing, explica que, no day trade, o trader pode comprar um determinado ativo e realizar a venda desta no mesmo dia. Ou vice-versa, ele pode fazer a venda do ativo e recomprar este no mesmo pregão.

Por exemplo, se o Índice Futuro da Bovespa está em 126.000 pontos e o trader acredita que o dia será de baixa, ele vende 10 contratos de índice a 126.000 pontos e depois recompra estes a 125.500 pontos.

Samad explica que, neste exemplo, o trader ganharia 500 pontos com a venda. Como em um contrato cheio de índice cada ponto equivale a R$ 1,00/contrato, ele lucrou R$ 5 mil com a operação, porque 500 pontos x 10 contratos x R$ 1 por contrato daria lugar a este valor.

Lembrando que neste tipo de operação, o trader também poderia ter perdido dinheiro se o mercado subir e ele estiver vendido, ou seja teria que recomprar o contrato mais caro.

O gestor da Axia Investing explica que é possível fazer trades em mercados diversos, entre os mais conhecidos estão: índice, mini-índice, dólar, mini-dólar, ações, taxa de juros (DI), moedas e commodities.

“Mas independentemente do mercado, as operações devem ser encerradas no mesmo dia para que seja caracterizado o day trade”, reforça Samad.

Quem pode ser day trader?

Qualquer pessoa com mais de 18 anos de idade pode ser trader, sem precisar de graduação ou certificação. Contudo, existem alguns requisitos necessários para ter sucesso na jornada.

O principal é que independentemente do ativo que deseja operar, o trader deve enxergar as negociações em bolsa como uma profissão e não como um jogo.

Para isso será necessário estudar. Segundo Bianca, existem dois tipos de trader. O fundamentalista que se baseia no resultado operacional das empresas e o trader técnico que utiliza a análise gráfica, com foco na variação e comportamento do preço do ativo.

“No day trade, focamos mais na análise técnica e no swing trade e position trade (ganho a longo prazo) é utilizada também a análise fundamentalista”, aponta Bianca.

Além de estudar para entender o movimento do mercado, padrões gráficos e funcionamento das plataformas, os especialistas da Monett destacam o treinamento em simuladores, que são ferramentas onde o investidor pode treinar suas operações sem colocar o dinheiro em risco, entre os simuladores mais comuns estão plataformas como Tryd e o Profit. 

Eles também recomendam que o investidor tenha uma infraestrutura adequada composta por internet e um computador compatível com estas plataformas para iniciar no mundo do day trade.

“É importante ter um local tranquilo em que o trader possa se concentrar para realizar as operações no dia a dia. Nunca deve operar no carro, ou no restaurante lotado, o trader precisa de concentração”, reforça Bianca.

O perfil emocional do day trader

Segundo os especialistas consultados pela reportagem, além das características técnicas, quem busca ser day trader precisa ter algumas qualidades comportamentais, como ser disciplinado, ter capacidade de auto-gestão, paciência, e não ter aversão ao risco.

“Pessoas empreendedoras, ambiciosas e que buscam a liberdade financeira também se encaixam”, acrescenta Samad.

Como fazer day trade do zero?

Para quem nunca operou com day trade, os especialistas da Monett aconselham a procurar uma escola de apoio no começo da jornada de aprendizado, que proporcionará conhecimento muito superior ao de um curso técnico.

Uma delas por exemplo é a Apriori Invest, em que é possível encontrar mentores para que o investidor tire suas dúvidas e interaja com outros traders. Bianca alerta que sempre na hora de escolher uma instituição, é importante que o investidor consulte alunos que já passaram por ela para evitar cair em “furadas”.

Garretti também destaca a importância dos mentores para o direcionamento emocional, segundo ele 70% dos casos em que os alunos não tiveram sucesso é por causa do perfil comportamental. “É muito importante que o trader conheça a si mesmo e aprenda com a experiência de outros, juntos no trade”, afirma.

 Já Samad, da Axia Investing, aconselha incluir nos estudos a análise técnica para o investidor entender o comportamento dos preços em um gráfico de preço x tempo, a análise fundamentalista para avaliar os fundamentos econômicos de uma empresa, como receita, endividamento, patrimônio líquido, entre outros.

Ele também aconselha a estudar o Tape Reading, estudo do fluxo de ordens de compra e venda de determinado ativo no mercado.

A Axia Investing oferece dois cursos gratuitos para novos traders que desejam conhecer o mercado financeiro e operar com Mini Dólar e Mini-Índice.

Termos do day trade

Além de mergulhar no ambiente teórico, é muito importante o trader se familiarizar com os jargões utilizados pelo mercado para este tipo de negociação, entre os mais comuns Samad da Axia Investing cita:

  • Gain: ganho obtido na operação
  • Loss: perda realizada na operação
  • Profit: lucro da operação, do dia, do mês, etc.
  • Target: alvo da operação
  • Stop: saída da operação, ponto de parada da perda caso a operação não vá para o lado esperado
  • Margem: valor depositado na corretora como garantia das operações
  • Alavancagem: utilização de um capital adicional fornecido pelo corretora
  • Setup: estratégia utilizada nas operações
  • Gerenciamento no trade : gerenciar a relação risco X retorno das operações

Além destes, os traders da Monett utilizam um termo focado no day trade para iniciantes. É o “Pagar a Pizza” que significa que antes de pensar em viver do mercado financeiro é importante que o investidor busque pequenos ganhos consistentes, de R$ 50 ou mais para logo evoluir. “Afinal nada melhor do que pagar a pizza com um trade no fim do dia”, apontam.

Garantias exigidas no day trade

Nas operações de day trade, são exigidas garantias relacionadas ao valor monetário que o investidor está operando, estes valores podem mudar de corretora para corretora.

Segundo Bianca Pinto, trader da Monett, o objetivo desta garantia é limitar as perdas do investidor além de ser um respaldo para a corretora caso este fique no negativo.

Além do dinheiro em conta, o investidor pode utilizar como garantia investimentos em renda fixa, como um CDB de liquidez diária.

Ela exemplifica: para realizar uma operação de compra de 1 contrato no índice futuro o investidor precisa ter entre 12 a 50 reais em conta.

O valor da garantia pode mudar também do day trade para o swing trade.

Tributação e taxas no day trade

A tributação sobre as operações de day trade é de 20%, esta taxa é paga sobre os lucros. O investidor também precisará realizar a declaração anual das operações.

O pagamento do imposto é feito via DARF, Documento de Arrecadação de Receitas Federais.

Além do imposto, o trader também pode pagar taxas de corretagem e outros emolumentos aplicados pelas corretoras ou a bolsa de valores.

Day trade na bolsa de valores

Se você esta se questionando quais são as melhores investimentos ou ações para day trade, Bianca esclarece que a escolha do ativo para começar a operar está mais relacionada ao capital que o investidor possui.

Neste caso, ela recomenda para o investidor com menos de R$ 10 mil de capital começar operando com mini índices. Já para aqueles que possuem um capital superior a isso é possível entrar no trade de ações.

Lembrando que os lucros de cada operação sempre devem ser diversificados. “Os primeiros lucros de um investidor podem ser retirados, já os próximos recomendamos distribuir em investimentos de menor risco”, aconselha.

Vantagens do Day Trade

Entre os benefícios do day trade os especialistas consultados pela reportagem citam a liberdade de morar em qualquer lugar, ser dono da própria rotina e poder definir qual será a sua meta financeira do dia, mês e ano. O trader tem o privilégio de definir o próprio caminho.

Já Samad, da Axia Investing, aponta que uma vantagem do day trade é a alavancagem, onde o trader pode investir sem necessariamente ter todo o dinheiro para comprar os ativos. Além de que uma operação que ocorre no mesmo dia garante ao trader uma exposição financeira maior do que uma operação de vários pregões, com lucros maiores.

Day trade é ‘furada’?

Nem tudo são “flores” para os traders. Filipe Ferreira, diretor da Comdinheiro, alerta sobre os riscos que o day trade traz aos investidores.

Ele explica que muitas vezes na tentativa de acertar o melhor momento da ação ou do ativo, o investidor acaba saindo pelo seu stop de perda. Este sai de uma posição e entra em outra, onde novamente pode perder, e assim vai consumindo aos poucos seu capital.

“Este é o primeiro fator de risco, você presume que vai acertar a direção do mercado, mas se errar mais acaba afetando seu patrimônio”, aponta.

A segunda desvantagem segundo Ferreira é a alavancagem. Muitos investidores acabam operando alavancados e tomando emprestado mais dinheiro do que eles tem para o day trade. Isso pode potencializar ainda mais as perdas.

O excesso de confiança é outro dos problemas dos traders, que acabam tomando risco adicional acreditando que a operação pode dar certo.

Ferreira é cético sobre a possibilidade de viver de day trade, afinal para isso ocorrer além do investidor ter muito capital investido precisaria ter uma taxa de acertos consistente.

Sobreviver nessa jornada é para poucos, pelo menos foi o que apontou um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) publicado em 2019, que concluiu que é quase impossível viver de day trade no Brasil. 

Segundo o levantamento, cerca de 91% dos day traders monitorados entre 2012 e 2017 tiveram prejuízo ao operar. 

Já em um novo estudo publicado em fevereiro de 2021, a FGV apontou que apenas 5% dos day traders ganham acima de R$ 10 mil mensais na bolsa, enquanto 2,3% obtiveram ganhos superiores a R$ 20 mil e um único investidor conseguiu superar os R$ 50 mil.

Invista de um jeito simples, sem economês. Aproveite a plataforma mais simples do mercado. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Corretagem zero Easynvest Corretagem zero Easynvest

Anúncio Patrocinado Confira a carteira recomendada mensal de Agosto de 2021

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.