Siga nossas redes

Finanças

Como saber se a conta é corrente ou poupança? Entenda a diferença

Apesar de muito conhecidas, ambas possuem funções distintas e podem ser identificadas de maneira diferente em cada banco; confira como descobrir qual é o tipo de conta.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 9 minutos

Foto de Eduardo Soares na Unsplash

É comum ter dúvida sobre os tipos de conta e como escolher o melhor. Se você quer saber se a conta é corrente ou poupança,  existe uma maneira fácil e rápida de identificar, mas cada banco possui características diferentes. 

Você pode optar por uma ou outra a depender de seus objetivos. 

Quer descobrir como saber se a conta é corrente ou poupança? Confira neste guia.

O que é conta corrente?

Imagem de Ahmad Ardity por Pixabay

A conta corrente, também conhecida como conta de depósitos à vista, é o modelo mais comum dos bancos e possibilita a movimentação de valores. 

Esse tipo de conta inclui produtos e serviços como cartões de crédito e débito; DOC e TED; pagamento de contas e saques.

Segundo o Banco Central (BC), na conta de depósitos à vista, o dinheiro do depositante “fica à sua disposição para ser movimentado ou sacado a qualquer momento. Essa conta permite realizar pagamentos e transferir recursos, e também pode ser utilizada em operações de crédito ou aplicações financeiras”.

Ou seja, esse tipo de conta é destinado a quem procura realizar operações financeiras com alguma frequência.

A conta corrente pode ser classificada ainda como conta corrente simples (sem juros) ou conta corrente especial (com juros), a depender do que é oferecido ao cliente e cobrado, como possuir limite da conta (cheque especial).

Ela pode ou não gerar rentabilidade, a depender da instituição financeira.

O que é conta poupança?

“A conta poupança é uma conta que tem como característica principal o propósito de estimular a economia popular, permitindo a aplicação de pequenos valores que passam a gerar rendimentos mensalmente”, diz o site do BC.

A conta poupança é criada com o objetivo de deixar o dinheiro “parado” gerando juros, como reserva financeira e oferece apenas algumas opções de movimentação para atender a esse propósito, e não para realizar transações financeiras.

Principais diferenças da conta corrente e da poupança

Basicamente, o que diferencia a conta poupança da conta corrente são os serviços ofertados e a movimentação de valores, que geralmente não ocorre na primeira.

Reprodução Gov.com

Segundo o site Gov.com, “o tipo mais comum é a conta de depósitos, que pode ser de dois subtipos. A conta de depósitos à vista é a famosa conta corrente. Com ela, o cliente pode realizar pagamentos, transferir recursos e realizar operações de crédito ou aplicações financeiras. O outro tipo é a conta-poupança, usada para aplicação de valores que geram rendimentos mensais”.

Ou seja, ambas se enquadram no tipo de conta de depósito, no entanto, enquanto a corrente possibilita diversas operações cotidianas, a conta poupança possui a finalidade de produzir juros sobre o valor depositado, apenas como reserva, por isso, as transações permitidas na poupança são bem restritas. 

Por causa disso, muitos investidores iniciantes utilizam a conta poupança como forma de investimento. 

Confira aqui como a poupança funciona.

A conta corrente também, geralmente, possui algum tipo de taxa, enquanto a conta poupança é gratuita.

Como saber se a conta é corrente ou poupança?

Reprodução escolaeducacao.com.br/ Pinterest

Confira aqui algumas dicas sobre como saber se a conta é corrente ou poupança:

Na Caixa

Uma das maneiras mais fáceis de descobrir o tipo de conta é pelo dígito de identificação, ou operação.

A conta corrente e a conta poupança da Caixa Econômica se diferenciam por alguns números, sendo o da corrente 001 e o da poupança 013.

Os dígitos podem ser encontrados no cartão. São três algarismos localizados entre o código da agência e o número da conta.

É possível ver em sequência o número da agência (composto por 4 números), o código de operação (que possui 3 números e identifica o tipo de conta), o número da conta (composto por 8 números) e, por fim, logo após o hífen, está o dígito verificador ou dígito da conta.

Também é possível verificar pelo Aplicativo da Caixa, pelo Internet Banking CAIXA, nos comprovantes retirados em Caixas Eletrônicos, por exemplo.

No Inter

Por via de regra, ao abrir uma conta no banco Inter, ela é corrente. Mas a instituição também possui poupança, caso o cliente queira fazer uma aplicação nesse investimento de renda fixa.

Segundo o banco, a conta corrente e a poupança são integradas, ou seja, é possível fazer tudo dentro do app por um único cadastro. 

No entanto, os valores de cada uma ficam separados e o saldo da poupança é disponibilizado no app Inter Invest, plataforma de investimentos do Inter.

No Banco do Brasil 

No Banco do Brasil, as contas são integradas, portanto, a instituição não tem diferenciação ou número de identificação específico para as contas correntes, mas utiliza uma variação do número na conta poupança, representada pelo número 51, para diferenciar as contas no momento da transferência ou depósito. 

No Itaú

O banco Itaú mantém o mesmo número para conta corrente e para conta poupança, mas a diferenciação é feita no final da sequência. Dessa maneira, caso seja conta poupança, é adicionado um /500 ao final do número.

Exemplo: se o número da conta corrente for 12345-1, o da poupança será 12345-1/500.

No Bradesco

De forma similar à Caixa, o Bradesco permite a identificação do tipo de conta pelo cartão, mas por algarismos separados dos demais números, utilizando uma sequência de três números, “001” ou “00” para conta corrente. Já os cartões que possuírem o número de identificação “013” representam uma conta poupança.

No Santander

O banco Santander também possibilita a identificação por meio do cartão.

O número da operação, que indica o tipo de conta, é representado por três algarismos que podem ser localizados no centro, entre o número da agência e da conta.

Para conta corrente utiliza-se 010. Já para conta poupança o número de identificação é 060.

Como escolher entre as duas?

É importante lembrar que a escolha do tipo de conta é individual e o perfil de uso e objetivos do titular devem ser levados em consideração.

Segundo o Banco Central, o cliente deve tomar cuidado antes de abrir uma conta. ”Além de verificar se a instituição financeira é autorizada a funcionar pelo BC, é recomendável que você tome os seguintes cuidados”:

  • Compare as diferentes modalidades de conta oferecidas pelo banco umas com as outras, bem como com as modalidades disponíveis em outras instituições financeiras;
  • Verifique se a modalidade de conta a ser contratada é adequada ao seu perfil de uso;
  • Leia atentamente o contrato de abertura de conta; e
  • Não assine nenhum documento nem dê seu aceite eletrônico antes de esclarecer todas as dúvidas, inclusive as referentes a tarifas e outros encargos.
Imagem de Joel santana Joelfotos por Pixabay

Como mencionado anteriormente, a conta poupança possui opções de movimentação bem restritas, isso porque ela é utilizada como local de armazenamento de dinheiro e também como investimento em renda fixa, não para transações cotidianas.

Apesar de gratuita, a poupança também tem regras e não possui diferença de uma instituição para outra, visto que esse tipo de conta é regulado pelo Banco Central

O que saber sobre a poupança

Os rendimentos sobre o valor depositado só são gerados caso a conta não seja movimentada durante o prazo de 30 dias, também conhecido como “aniversário da poupança”. 

Ou seja, caso algum valor seja retirado antes desse prazo, a remuneração da poupança será perdida.

Segundo o BC, “a remuneração dos depósitos de poupança é creditada ao final de cada período de rendimento, ou seja:

  1. mensalmente, na data de aniversário da conta, para os depósitos de pessoa física e de entidades sem fins lucrativos; e
  2. trimestralmente, na data de aniversário no último mês do trimestre, para os demais depósitos.

A poupança permite apenas movimentações básicas: dois saques, duas transferências e dois extratos por mês. Portanto, ao escolhê-la, esteja ciente das limitações da modalidade.

O BC também determina como exigência a existência de um pacote essencial padronizado para quem possui conta corrente, com direito ao recebimento de cartão com função de débito, aos serviços de pelo menos quatro saques, duas transferências e dois extratos por mês gratuitamente. 

Isso se tratando do pacote básico gratuito, mas a modalidade de conta corrente também pode ter mensalidade, o que permite o oferecimento de mais serviços que uma conta básica padrão. Essa mensalidade varia conforme o banco e o perfil de renda do correntista. 

Conta corrente tem rendimento? 

Algumas contas correntes ou de pagamento também podem proporcionar rendimentos, apesar de esse não ser o principal objetivo do produto e também de não serem consideradas investimentos.

Como mencionado anteriormente, antes de escolher o melhor tipo de conta, é preciso atentar-se ao seu perfil de consumo e objetivos. Se pretende utilizar os recursos da conta com certa frequência, a conta poupança pode não ser para você. 

Além disso, antes de apostar na poupança, assim como em outros investimentos, o cliente deve analisar ativos que podem render mais e se enquadrem em seu perfil e metas.

Confira aqui quais os melhores investimentos para o 2º semestre de 2023, segundo analistas.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.