Siga nossas redes

Análise

Morning Call: após CPI em linha, começa temporada de balanços do 4T22 dos EUA

Passado o receio momentâneo com o CPI, o mercado agora acompanha a temporada de balanços dos EUA e os possíveis reflexos de juros mais altos afetando as receitas, lucros e desempenho das empresas.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

As bolsas globais aproveitaram a divulgação do CPI dos EUA com números em linha com as projeções para registrarem ganhos na quinta-feira (12). O CPI, índice de inflação ao consumidor dos EUA teve uma queda de 0,1% em dezembro desacelerando a alta em 12 meses de 7,1% para 6,5%. Já o núcleo do índice, que exclui itens voláteis, teve uma alta mensal de 0,3%, desacelerando a alta anualizada de 6% para 5,7%.

  • Ásia: os mercados asiáticos registaram ganhos nesta sexta-feira (13) com as altas de 1,04% do Hang Seng, 1,01% do Shanghai, 0,63% do Taiex e 0,89% do Kospi enquanto a exceção é o índice japonês NIkkei que registrou uma queda de 1,25% por conta da política monetária atual do país pelo seu banco central que evita elevação de juros mesmo com a inflação acelerando. Os ganhos asiáticos registrados são reflexos dos números do CPI dos EUA que ajudam os ativos de risco pelo mundo ontem (12).
  • Europa: além do fluxo positivo gerado pela reação à inflação dos EUA, os investidores europeus reagem aos dados da Produção industrial da zona do Euro que registrou uma alta de 1% em novembro, resultado acima da projeção de 0,5% pelo mercado. Os índices europeus operam em alta no começo do dia com avanço de 0,26% do DAX, 0,421% do FTSE, 0,41% do CAC e 0,48% do Euro Stoxx.

Começa a temporada de balanços do 4T22 nos EUA

Após os dados da inflação norte-americana que agradaram o mercado, começa hoje (13) a temporada de divulgação de balanços do 4º trimestre de 2022 de empresas dos EUA. Em destaque no primeiro dia de divulgações estão os bancos, como de costume, JP Morgan, Bank of America, Wells Fargo, Citigroup e NY Mellon.

E apesar da boa abertura do pré-mercado, os índices norte-americanos mudam de sentido e operam com quedas de 0,43% no Nasdaq, 0,26% no S&P 500 e 0,14% do Dow Jones. Além disso, a taxa da Treasury de 10 anos, principal referência de ativo livre de risco, tem uma alta de 0,68% aos 3,470%.

E na agenda do dia, os investidores devem acompanhar o discurso de Harker, um dos membros do FOMC além da divulgação do Índice Michigan de Percepção do Consumidor preliminar de janeiro.

Após pregão de volatilidade na bolsa brasileira, IBC-Br

Depois da queda de ontem de 0,59% do Ibovespa aos 111.850 pontos por conta do pregão atípico envolvendo a Americanas e que inclusive acabou tirando o espaço para reações em relação ao anúncio de medidas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o mercado hoje tem como foco a divulgação do IBC-Br, índice de atividade econômica do Banco Central, indicador considerado a prévia do PIB, referente ao mês de novembro.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.