Siga nossas redes

Análise

Morning Call: o tema é apenas um: ‘inflação x crescimento’

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Cenário global: o tema “inflação” continua dominando as pautas pelos mercados e hoje teremos IPCA de maio (9h) no Brasil, mas são os números do CPI (inflação ao consumidor) amanhã que realmente importam aos ativos globais, que poderão dar pistas que os investidores procuram para uma eventual retirada antecipada de estímulos por parte de Federal Reserve (Fed), quem sabe até subir a taxa de juros nos EUA, que hoje está próxima de zero. Na expectativa desses números, os mercados externos operam com cautela e sem direção única e com dados salgados da inflação na China; o índice de preço ao produtor (PPI) em maio, deu um saldo para 9% na base anual, o maior aumento deste setembro de 2008 no auge da crise financeira do subprime nos EUA. Provavelmente o governo chinês tomará medidas para conter a alta das commodities, grande vilã na alta de preços e isso pode trazer volatilidade para o setor. 

As bolsas europeias operam sem direção definida, com viés negativo, sem indicadores relevantes na região, na espera do índice de preços ao consumidor (CPI) americano, que será divulgado amanhã. O enfraquecimento no mercado reflete um sentimento de cautela, antes do último dado relevante que o Federal Reserve vai analisar, antes da reunião do FOMC. Mas, é importante lembrar que os dirigentes do Fed mantêm o discurso de que a inflação atual é transitória, causada pela recuperação da economia com a pandemia sendo controlada, e vai ser equilibrada à medida que as atividades vão sendo retomadas. Além disso, amanhã o Banco Central Europeu revisará sua política monetária, mas há expectativas de que não haverá mudanças agora. 

Ásia: na China Continental, índice Xangai Composto fechou em alta de 0,32%; Tóquio, índice Nikkei caiu 0,35%; Hong Kong, Hang Seng recuou 0,13%; Seul, Kospi caiu 0,97%; Europa: índice Stoxx 600 opera em queda de 0,08%; Bolsa de Frankfurt cai 0,36%, Londres -0,50%, Paris -0,01% e Madri +0,09%; NY/Pré-Mercado: futuro do Dow Jones cai 0,03%, do S&P 500 +0,06% e do Nasdaq +0,14%; Petróleo: Brent para agosto sobe 0,35%, para US$ 72,47 o barril; Ouro para agosto cai 0,13%, para US$ 1.891,90 a onça-troy; EUA: yield da T-note de 10 anos recua a 1,50850% (1,54150%).

Brasil: o presidente da câmara, Arthur Lira, promete instalar hoje a comissão especial da reforma administrativa na Câmara e no Senado, o desejo é votar a MP da Eletrobras amanhã ou, no máximo, semana que vem, na corrida contra o tempo para não perder a validade. Os avanços na agenda liberal que trouxe otimismo para a bolsa brasileira nos últimos dias, poderá ser impactada pelas especulações sobre o prazo de extensão do auxílio emergencial que levará ao agravamento da situação fiscal. Entre os indicadores, faltando uma semana para o Copom, hoje é dia de IPCA de maio (9h).

Ibovespa: com as bolsas de Wall Street sem direção definida durante boa parte do pregão e até natural após os recordes recentes, o índice Bovespa também caiu depois de seis recordes consecutivos, contando apenas com Petrobras, das grandes representantes do índice, que acompanhava a subida da commodity, para impedir recuo maior, porém os bancos caíram em bloco nesse movimento de rotação de ativos. O IBOV segue em tendência de alta no curto e longo prazo e sem resistências pela frente ou sinais de possíveis correções. No acumulado de junho, estrangeiro entrou com R$ 7,94 bilhões na B3; saldo é positivo em R$ 39,32 bilhões no ano.

Indicadores:
Comissão especial da reforma administrativa na Câmara deve ser instalada
Fipe: IPC semanal (5h)    
FGV: IPC Capitais da 1ª quadrissemana de junho (8h)  
IBGE: IPCA de maio (9h)
IBGE: Pesquisa Industrial Mensal Regional de abril (9h)
BC: fluxo cambial semanal (14h30)
EUA/Depto Comércio: Estoques no atacado de abril (11h)
EUA/DoE: Estoques de petróleo da semana até 28/05 (11h30)

Veja também:
IPCA tem maior alta para maio em 25 anos e avança 8,06% em 12 meses.
• O que as altas e baixas da bolsa de valores em maio podem apontar para junho?
• Morning Call: o tema é apenas um: “inflação x crescimento”.
• Warren Buffett investe no Nubank; isso afeta as ações dos bancos?
BTG Pactual movimenta R$ 2,98 bi em oferta de units.
• 4 grandes empresas que quase faliram.

Invista de um jeito simples, sem economês. Aproveite a plataforma mais simples do mercado. Invista na Easynvest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.