Siga nossas redes

Cafeína

Fundos imobiliários: é a hora da retomada?

Neste Cafeína, Samy Dana e Dony De Nuccio mostram o cenário dos FIIs apontado por especialistas.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Não é novidade que os fundos imobiliários foram muito afetados pela pandemia de covid-19. Com cotas descontadas, a modalidade foi uma das que mais sentiram o baque da crise iniciada em 2020. Porém, no último mês de 2021, foram vistos sinais de recuperação, já que o IFIX – o Índice de Fundos Imobiliários – registrou 8,7% de alta, sendo essa a maior alta mensal desde dezembro de 2019.

Dos 21 pregões de dezembro do ano passado, apenas três terminaram no vermelho. E esse desempenho no mês compensa parte das perdas do ano, que diminuíram para a casa dos 2%. Analistas explicam que com as expectativas de menores juros pela frente, somado ao desconto bem significativo com que as cotas dos fundos imobiliários estão sendo negociadas, abre-se uma janela de oportunidade para novas alocações.

Analisando os FIIs mais rentáveis de 2021, foi a categoria de fundos de papel que liderou. Entre os dez mais rentáveis, nove são fundos de recebíveis (que investem em títulos ligados ao setor imobiliário). Só o Prime Urca (URPR11) acumulou ganhos de 41%, segundo a Economatica. A plataforma de dados somou a distribuição de dividendos e a valorização das cotas dos FIIs que compõem o IFIX.

Neste Cafeína, Samy Dana e Dony De Nuccio mostram o cenário dos fundos imobiliários apontado por especialistas. Será esta a hora da retomada dos FIIs?

Veja também:

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10