Siga nossas redes

SO$ Finanças

Sou MEI. Como investir sem ter ganhos fixos?

Especialistas respondem a dúvidas dos leitores sobre seu dinheiro; envie sua pergunta por e-mail.

Publicado

em

por

Tiago Almeida*

Tempo médio de leitura: 3 minutos

MEI

Pergunta: Sou microempreendedor individual (MEI), meu pequeno negócio gera ganhos variáveis todo mês, mas quero montar uma estratégia para investir. O que fazer?

Resposta de Tiago Almeida:

A quantidade de pessoas empreendendo é cada vez maior no Brasil e a opção MEI, para quem está começando o negócio, é bastante interessante quando é possível o enquadramento.

Muitas pessoas deixam de investir com regularidade após essa mudança e isso pode dar a sensação de que está trabalhando muito mais, porém sem que o patrimônio cresça e a qualidade de vida melhore.

Mas, como podemos resolver isso?

Siga os 3 passos para conseguir investir:

1 – Separe a PESSOA FÍSICA da PESSOA JURÍDICA (MEI)

Recomendo abrir uma conta bancária num banco digital para não misturar as receitas e despesas de cada um.

2. Estabeleça um orçamento previsto para o ano para PF e MEI

As despesas de cada um são distintas, portanto, não devem se misturar nessa projeção. Fazendo isso você irá controlar também se está perto do teto de faturamento anual dentro do MEI e planejar melhor esse “upgrade”, se necessário.

Estabeleça um pró-labore que seu negócio irá prover para você. Ele não poderá ser inferior à sua despesa pessoal mensal e deverá prever um valor para investimento. Um Planejador Fiduciário pode te ajudar nessa tarefa.

3. Daqui em diante, você deve buscar investir sempre

Isso deve ser feito com diversificação e com objetivos claros. Primeiro invista e depois gaste, seguindo o planejado dentro do orçamento previsto.

Seguindo esses passos, você irá focar nas coisas que pode controlar e aumentar a consistência com que investe.

Nessa etapa, sugiro formar uma reserva de emergência para a pessoa física e para a MEI. Procure fazer uma reserva de 12 meses das despesas para cada um. E utilize apenas se realmente necessário (emergências) e lembre-se: após consumir reponha o valor resgatado. Alguns seguros podem dar mais tranquilidade nessa transição de poupança necessária.

Para seus investimentos, procure por Fundos de Investimentos, pois em geral possuem melhor diversificação e relação de risco X retorno, além de ter prazos de liquidez melhores.

O planejador fiduciário, além de te ajudar nessa distribuição consegue te acompanhar durante essa evolução do negócio e patrimônio.

*Planejador Fiduciário da Fiduc

As informações neste artigo são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. Envie sua pergunta para [email protected]

LEIA MAIS:


ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.