Siga nossas redes

Economia

Bolsa Família 2023: veja o calendário de pagamentos e regras

Parcelas mensais ficam disponíveis para saque por 120 dias após a data indicada no calendário.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

O calendário de pagamentos do Bolsa Família em 2023 (Auxílio Brasil) está em andamento desde o dia 18 de janeiro. Para saber o dia em que o benefício ficará disponível para saque ou crédito em conta bancária é preciso observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), impresso no cartão do titular. Veja abaixo a partir das datas de abril.

Para cada dígito final do NIS há uma data mensal correspondente. Os pagamentos são disponibilizados na sequência de um a zero, durante os últimos dez dias úteis de cada mês. A exceção é o mês de dezembro, quando todos os pagamentos ocorrem até o dia 22. Se o NIS do titular termina com o número 1, em janeiro, por exemplo, os pagamentos começam no dia 18.

Calendário do Bolsa Família 2023

Veja a seguir o calendário de pagamentos do Bolsa Família (Auxílio Brasil) divulgado pelo governo:

NúmeroAbrilMaioJunhoJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Final do NIS 1141819181818181711
Final do NIS 2171920192119192012
Final do NIS 3182221202220202113
Final do NIS 4192322212321232214
Final do NIS 5202423242422242315
Final do NIS 6242526252525252418
Final do NIS 7252627262826262719
Final do NIS 8262928272927272820
Final do NIS 9273029283028302921
Final do NIS 0283130313129313022
Fonte: Governo Federal

Como funciona o pagamento

As parcelas mensais ficam disponíveis para saque por 120 dias após a data indicada no calendário. As datas definidas também são válidas para o pagamento do Auxílio Gás no próximo ano, sendo que o programa disponibiliza parcelas bimestralmente.

Em caso de dúvidas, há três canais de atendimento: o telefone 121, do Ministério da Cidadania, que reúne informações e funciona também como central para denúncias; o telefone 111, canal de Atendimento ao Cidadão da Caixa Econômica Federal com informações sobre o cartão e o saque do benefício; e o aplicativo Auxílio Brasil, disponível para download gratuito nas lojas virtuais.

Quem pode receber o benefício

Segundo a Caixa, podem participar do programa as famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham, em sua composição, gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças, adolescentes e jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$ 105,00 (cento e cinco reais). As famílias pobres são aquelas que têm renda familiar per capita de R$ 105,01 (cento e cinco reais e um centavo) e R$ 210,00 (duzentos e dez reais).

Como se cadastrar para receber o beneficio

Para se candidatar, é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e tenha atualizado seus dados cadastrais nos últimos 2 anos.

Caso atender aos requisitos de renda e não esteja inscrito, procure o responsável pelo Programa Auxílio Brasil na prefeitura de sua cidade para realizar o cadastramento no Cadastro Único.

Segundo a Caixa, é preciso manter seus dados sempre atualizados, informando à prefeitura qualquer mudança de endereço, telefone de contato e composição da sua família, como: nascimento, morte, casamento, separação e adoção.

O cadastramento é um pré-requisito, mas não implica a entrada imediata da família no programa. Mensalmente, o Ministério da Cidadania seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas para receber o benefício.

Veja também:

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.