Siga nossas redes

Economia

Indicada à diretoria do BC assume compromisso com controle da inflação

Após aprovação da Comissão de Assuntos Econômicos, indicação da economista Fernanda Guardado segue para o plenário do Senado.

Publicado

em

Fonte: Waldemir Barreto/ Agência Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta segunda-feira, 5, – com 16 votos – o nome da economista Fernanda Magalhães Rumenos Guardado, indicada para o cargo de diretora de Assuntos Internacionais e de Gestão de Riscos Corporativos do Banco Central. O cargo era ocupado pela ex-diretora Fernanda Nechio, que deixou o BC por razões pessoais e já não participou da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em junho.

Guardado analisou que o BC tem sido bem-sucedido, nos últimos anos, no controle inflacionário, função que considera crucial à instituição e diretriz que entende que deve ser mantida nos próximos anos.

— O BC vem tendo sucesso em perseguir as metas de inflação determinadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) nos últimos anos. Usando as bandas em torno da meta para acomodar choques de preços inesperados e evitar a volatilidade excessiva na economia. Sobre a estabilidade e eficiência do sistema financeiro, deve-se notar que o BC tem assegurado um sistema financeiro sólido, eficiente e competitivo, com planejamento e gerenciamento adequado dos riscos financeiros. Uma intermediação eficiente de recursos, contando sempre com regulação prudencial e supervisão reconhecidos por sua eficácia e sucesso. Cabe notar os avanços relevantes feitos nos últimos anos pelo BC, no sentido de garantir mais competição e transparência ao setor bancário sem renunciar à adequada supervisão. Visando garantir um suprimento de crédito ainda mais eficiente e produtos financeiros mais baratos e acessíveis à população — afirmou Fernanda.

A CAE também aprovou hoje a indicação do atual superintendente-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Alexandre Cordeiro, para presidente do tribunal antitruste.

A comissão ainda deu o aval para os nomes de Otto Eduardo Fonseca de Albuquerque Lobo e Fernando Caio Galdi, indicados para diretorias da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os senadores também aprovaram a indicação da economista Vilma da Conceição Pinto para a diretoria da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado.

Todas as indicações aprovadas pela CAE seguem agora para votação pelo plenário do Senado.

(*Com informações da Agência Senado e Estadão Conteúdo)

Veja também

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!