Siga nossas redes

Economia

Preço dos imóveis tem maior alta em mais de 5 anos

Em São Paulo, cidade com o maior peso, a alta nominal foi de 0,47% em agosto, segundo o FipeZap.

Publicado

em

Imóveis
Crédito: Shutterstock

Os preços dos imóveis residenciais anunciados tiveram em agosto a maior alta mensal desde abril de 2015, segundo o Índice FipeZap, que mede os valores anunciados em 50 cidades brasileiras. O avanço nominal (sem considerar a inflação) foi de 0,37%, após subir 0,28% no mês anterior.

MAIS: Preços dos imóveis sobem acima inflação no 1º semestre

A alta só não foi maior que em abril de 2015, quando o FipeZap registrou aumento de 0,39% no preço médio de venda de imóveis residenciais. Em termos de comparação, a variação mensal superou a previsão para a inflação oficial medida pelo IBGE em agosto (+0,18%), segundo o último Boletim Focus do Banco Central. Com isso, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará o mês com alta real de 0,24%.

Cidades com maior avanço

Excluindo a cidade do Rio de Janeiro, onde o preço médio permaneceu praticamente estável (-0,02%), todas as capitais brasileiras monitoradas apresentaram elevação nos preços. Os destaques foram Brasília (+1,33%), Manaus (+1,15%), Maceió (+0,95%), Campo Grande (+0,71%), Recife (+0,67%), Vitória (+0,56%) e João Pessoa (+0,54%). Em São Paulo, cidade com o maior peso, a alta nominal foi de 0,47%.

Veja o preço do metro quadrado dos imóveis nas cidades pesquisadas em agosto:

  • Média: R$ 7.355
  • São Paulo R$ 9.210
  • Rio de Janeiro: R$ 9.311
  • Belo Horizonte: R$ 6.839
  • Brasília: R$ 7.737
  • Salvador: R$ 5.097
  • Fortaleza: R$ 5.765
  • Recife: R$ 5.930
  • Porto Alegre: R$ 5.981
  • Curitiba: R$ 6.237
  • Florianópolis: R$ 7.278
  • Vitória: R$ 6.796
  • Goiânia: R$ 4.342
  • João Pessoa: R$ 4.358
  • Campo Grande: R$ 4.281
  • Maceió: R$ 4.985
  • Manaus: R$ 4.775

Acumulado de 2020

De janeiro a agosto, o FipeZap acumula alta nominal de 1,77%, ante uma variação de 0,65% esperada para o IPCA no período. Dessa forma, a expectativa é que o preço médio de venda dos imóveis residenciais encerre o período com alta real de 1,11%.

Na ótica por cidades, a maior parte das capitais monitoradas apresentou avanço no preço médio de venda de imóveis residenciais no período. Os destaques foram Brasília (+5,73%), Florianópolis (+5,00%), Curitiba (+3,76%), Campo Grande (+3,60%) e Maceió (+3,54%).

Apenas 2 das 16 capitais monitoradas ainda exibem queda nominal no preço médio de venda: Recife (-4,90%) e Fortaleza (- 0,41%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os preços acumulam altas de 2,46% e 0,24% no ano, respectivamente.

Veja abaixo os principais indicadores do FipeZap de agosto:

  • Agosto/2020: +0,37%
  • Julho/2020: +0,28%
  • Acumulado/2020: +1,77%
  • Acumulado 12 meses: +1,45%

Ganhe dinheiro comprando um pedaço de alguns dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Invista em Fundos de Investimento Imobiliários pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.