Siga nossas redes

Economia

Preço dos imóveis tem maior alta em mais de 5 anos

Em São Paulo, cidade com o maior peso, a alta nominal foi de 0,47% em agosto, segundo o FipeZap.

Publicado

em

Imóveis
Crédito: Shutterstock

Os preços dos imóveis residenciais anunciados tiveram em agosto a maior alta mensal desde abril de 2015, segundo o Índice FipeZap, que mede os valores anunciados em 50 cidades brasileiras. O avanço nominal (sem considerar a inflação) foi de 0,37%, após subir 0,28% no mês anterior.

MAIS: Preços dos imóveis sobem acima inflação no 1º semestre

A alta só não foi maior que em abril de 2015, quando o FipeZap registrou aumento de 0,39% no preço médio de venda de imóveis residenciais. Em termos de comparação, a variação mensal superou a previsão para a inflação oficial medida pelo IBGE em agosto (+0,18%), segundo o último Boletim Focus do Banco Central. Com isso, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará o mês com alta real de 0,24%.

Cidades com maior avanço

Excluindo a cidade do Rio de Janeiro, onde o preço médio permaneceu praticamente estável (-0,02%), todas as capitais brasileiras monitoradas apresentaram elevação nos preços. Os destaques foram Brasília (+1,33%), Manaus (+1,15%), Maceió (+0,95%), Campo Grande (+0,71%), Recife (+0,67%), Vitória (+0,56%) e João Pessoa (+0,54%). Em São Paulo, cidade com o maior peso, a alta nominal foi de 0,47%.

Veja o preço do metro quadrado dos imóveis nas cidades pesquisadas em agosto:

  • Média: R$ 7.355
  • São Paulo R$ 9.210
  • Rio de Janeiro: R$ 9.311
  • Belo Horizonte: R$ 6.839
  • Brasília: R$ 7.737
  • Salvador: R$ 5.097
  • Fortaleza: R$ 5.765
  • Recife: R$ 5.930
  • Porto Alegre: R$ 5.981
  • Curitiba: R$ 6.237
  • Florianópolis: R$ 7.278
  • Vitória: R$ 6.796
  • Goiânia: R$ 4.342
  • João Pessoa: R$ 4.358
  • Campo Grande: R$ 4.281
  • Maceió: R$ 4.985
  • Manaus: R$ 4.775

Acumulado de 2020

De janeiro a agosto, o FipeZap acumula alta nominal de 1,77%, ante uma variação de 0,65% esperada para o IPCA no período. Dessa forma, a expectativa é que o preço médio de venda dos imóveis residenciais encerre o período com alta real de 1,11%.

Na ótica por cidades, a maior parte das capitais monitoradas apresentou avanço no preço médio de venda de imóveis residenciais no período. Os destaques foram Brasília (+5,73%), Florianópolis (+5,00%), Curitiba (+3,76%), Campo Grande (+3,60%) e Maceió (+3,54%).

Apenas 2 das 16 capitais monitoradas ainda exibem queda nominal no preço médio de venda: Recife (-4,90%) e Fortaleza (- 0,41%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os preços acumulam altas de 2,46% e 0,24% no ano, respectivamente.

Veja abaixo os principais indicadores do FipeZap de agosto:

  • Agosto/2020: +0,37%
  • Julho/2020: +0,28%
  • Acumulado/2020: +1,77%
  • Acumulado 12 meses: +1,45%

Veja também:
Comprar ou alugar imóvel? Descubra qual é a melhor opção.
Planejamento Financeiro: Dicas de como montar um do zero!

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.