Siga nossas redes

Finanças

Dólar fecha o dia a R$ 4,35 e renova recorde

Moeda atingiu um novo patamar após varejo fraco e com expectativa sobre juros nos EUA.

Publicado

em

Dólar

O principal indicador de ações da B3, o Ibovespa, fechou em alta nesta quarta-feira (12). O índice subiu 1,13%, negociado aos 116.674 pontos. Já o dólar comercial fechou com uma valorização de 0,56% , frente ao real, sendo negociado a R$ 4,351 – novo recorde da moeda desde o Plano Real.

O giro financeiro totalizou R$ 74,6 bilhões ao fim do pregão, reforçado perto do fechamento, como é típico dos dias de vencimento de opções e futuros sobre o Ibovespa.

LEIA MAIS: Dólar teria que alcançar R$ 7,68 para bater o recorde de 2002

Vendas do comércio e juros nos EUA

As vendas no comércio ficaram abaixo das medianas esperadas pelo mercado tanto no âmbito restrito como no ampliado e no consolidado para 2019. O dólar volátil ante o real reflete ainda a falta de direção única da moeda americana no exterior diante da apreensão menor com o coronavírus na China e cautela com a política monetária.

A percepção de analistas é de que os juros nos Estados Unidos podem continuar inalterados por mais algum tempo, após o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, afirmar ontem na Câmara de Representantes que “monitora de perto a emergência do coronavírus”, mas que “não há razão” para que o ritmo de expansão econômica dos EUA não seja mantido.

Já o desempenho fraco das vendas no comércio pode ampliar marginalmente a precificação de corte da Selic em março (hoje de menos de 10%) e reduzir o prêmio de risco que aponta chance de alta da taxa este ano, de acordo com operadores de renda fixa.

Destaques do dia

No exterior, em meio ao enfraquecimento dos temores sobre o coronavírus, avançaram pelo segundo dia o petróleo (+3,30% no Brent de abril) e o minério de ferro (+0,86% em Qingdao, após ganho de 4,89% ontem), mantendo as ações de commodities em recuperação por aqui, com Petrobras PN em alta de 2,20% e a ON, de 1,69%, no fechamento. Vale ON avançou 1,96%.

Entre as siderúrgicas, destaque para alta de 2,04% para CSN ON. O setor de papel e celulose, outro com exposição à demanda chinesa, também se destacou na sessão, com Suzano ON em alta de 3,92% e Klabin, de 4,52%. Entre as ações do setor de varejo, Via Varejo subiu 2,53% e Magazine Luiza ganhou 3,08%.

O Home Broker dos sonhos é grátis! Conheça agora!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.