Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha em queda em meio a reuniões de política monetária; dólar sobe

Semana será recheada de reuniões de política monetária de vários bancos centrais importantes, como EUA, Japão e Rússia.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

ibovespa

O Ibovespa, principal índice da B3, apesar de ter avançado ao longo do dia, fechou o pregão em queda desta segunda-feira (13), que foi marcada pelo o início de uma semana recheada de reuniões de política monetária de vários bancos centrais importantes, como o Federal Reserve, dos Estados Unidos. O dólar avançou.

O Ibovespa encerrou com declínio de 0,35%, aos 107.383 pontos. O dólar fechou com alta de 1,01%, comercializado a R$ 5,6711.

A expectativa de investidores é de que o Fed anuncie a aceleração do ritmo de redução de suas compras mensais de títulos ao fim de sua reunião desta semana, à medida que o mercado de trabalho norte-americano dá sinais contínuos de aperto e a inflação segue em patamares elevados, mostrando-se mais persistente do que as autoridades do banco central estimavam inicialmente.

Segundo Alexandre Almeida, economista da CM Capital, isso deixa o dólar com tendência global de alta nesta semana, uma vez que se espera que os formuladores de política monetária do Fed também antecipem suas expectativas para aumentos de juros nos EUA, elevando a atratividade da moeda norte-americana.

Além da reunião do Fed, esta semana contará com os encontros de política monetária dos bancos centrais de zona do euro, Japão, Reino Unido, México e Rússia.

Cenário interno

Na bolsa do Brasil, os papéis de Locaweb (LWSA3) diminuíram o ritmo de alta na tarde, enquanto a Hapvida (HAPV3) passou a subir forte e a liderou as altas do pregão. A Vale (VALE3) também subiu após anúncio de venda de sua participação na California Steel Industries. Na outra ponta, a Cogna (COGN3) intensificou as perdas em meio à divulgação de projeções para 2022 de sua divisão KrotonMed.

Enquanto isso, a expectativa de investidores gira em torno da ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que será divulgada na terça-feira, e do Relatório Trimestral de Inflação, também do BC, na quinta.

O foco se volta ainda para o desenrolar da tramitação da PEC dos Precatórios nas casas legislativas. A Câmara dos Deputados vai analisar ainda no começo desta semana as alterações feitas pelo Senado no texto do projeto, e há expectativas de que todo o processo no Congresso seja concluído até o fim da semana.

Bolsas mundiais

Wall Street

Wall Street fechou em baixa nesta segunda-feira, com as ações da Carnival Corp e de várias companhias aéreas caindo conforme investidores se preocupavam com o impacto da variante Ômicron do coronavírus enquanto aguardavam uma reunião do Federal Reserve.

  • S&P 500 perdeu 0,92%, para 4.668,46 pontos.
  • Nasdaq Composite recuou 1,41%, para 15.409,72 pontos.
  • Dow Jones caiu 0,87%, para 35.657,01 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações da China subiram nesta segunda-feira, lideradas por empresas de infraestrutura, depois de os principais líderes do país prometerem priorizar a estabilidade econômica em 2022, alimentando esperanças de mais estímulos para ajudar uma economia em desaceleração.

Mas alguns segmentos, como turismo e transporte, caíram, devido ao temor de um novo surto de coronavírus no leste do país.

A China vai cortar impostos e taxas, antecipar investimento em infraestrutura e intensificar ajustes de política cíclica cruzada no próximo ano para manter o crescimento dentro de uma faixa razoável, disseram formuladores seniores de política econômica em um comunicado após a realização da Conferência de Trabalho Econômico Central anual de 8 a 10 de dezembro.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,71%. aos 28.640,49 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,17%, a 23.954,58 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,40%, a 3.681,08 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,57%, a 5.083,80 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,28%, a 3.001,66 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,33%, a 17.767,60 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,50%, a 3.119,95 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,35%, a 7.379,30 pontos.

Europa

As ações europeias fecharam em queda, com os papéis de viagens e energia liderando as perdas em meio aos crescentes riscos representados pela variante ômicron do coronavírus, enquanto a aproximação de uma onda de decisões de política monetária de bancos centrais nesta semana limitava o ímpeto de investidores.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,43%, a 473,53 pontos, devolvendo ganhos iniciais e marcando sua quarta sessão consecutiva no vermelho.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,83%, a 7.231,44 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,01%, a 15.621,72 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,70%, a 6.942,91 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,64%, a 26.551,02 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,45%, a 8.322,70 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,06%, a 5.488,31 pontos.

Veja também

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10