Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa tem 5° alta consecutiva, de olho em tensão na Ucrânia; dólar cai

Na sexta-feira, mercados globais foram impactados pela aversão ao risco global, após os EUA dizerem que uma invasão russa à Ucrânia poderia ocorrer a qualquer momento.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

imagem ilustrativa ibovespa b3

Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, a B3, apesar de ter operado volátil no dia, encerrou o pregão em alta nesta segunda-feira (14), com o mercado atento às tensões na Ucrânia, na contramão dos principais índice norte-americanos. Já o dólar encerrou em queda.

No dia, o Ibovespa subiu 0,29%, aos 113.899 pontos. Já o dólar caiu, 0,43% comercializado a R$ 5,2186.

Tensões entre Rússia e Ucrânia

Na sexta-feira (11), mercados globais foram impactados pela aversão ao risco global, após os EUA dizerem que uma invasão russa à Ucrânia poderia ocorrer a qualquer momento.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, sugeriu nesta segunda-feira ao presidente russo, Vladimir Putin, que Moscou mantenha o caminho diplomático em seus esforços para extrair garantias de segurança do Ocidente, à medida que as tensões sobre a Ucrânia aumentam.

Putin está acumulando mais força e capacidade militar perto da fronteira com a Ucrânia a cada dia que passa, disse o porta-voz do Pentágono, John Kirby, em entrevista à MSNBC nesta segunda-feira.

“Este é um Exército que continua se fortalecendo, continua ficando mais pronto. Eles estão em exercício, então acreditamos que ele tem muitas capacidades e opções disponíveis, caso queira usar a força militar”, disse Kirby.

“Se ele quiser usar força militar… isso pode acontecer a qualquer dia”, disse ele, acrescentando que os Estados Unidos também não descartam possíveis ataques cibernéticos da Rússia.

Destaques da B3

As units do Banco Inter (BIDI11) foram a principal alta do indicador, seguidas das ações da Petz (PETZ3). A Ativa Investimentos afirmou em relatório que a queda nos vértices de longo prazo da curva de juros e a grande demanda estrangeira tem feito as empresas expostas ao mercado doméstico se destacarem.

Na contramão, os papel preferencial da Petrobras (PETR4) e da 3R Petroleum (RRRP3) registraram quedas, refletindo o declínio dos preços do petróleo após a Ucrânia sugerir concessões à Rússia.

  • Saiba mais destaques do dia, assista ao Boletim InvestNews:

Bolsas mundiais

Wall Street

O S&P 500 encerrou em baixa nesta segunda-feira, ainda que se recuperando parcialmente de uma forte liquidação no final da tarde, enquanto planos dos Estados Unidos de fechar sua embaixada em Kiev, na Ucrânia, intensificaram mais as tensões geopolíticas.

Segundo dados preliminares, o Dow Jones caiu 0,5%, para 34.565,78 pontos. O S&P 500 perdeu 0,39%, para 4.401,55 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite teve uma pequena oscilação negativa para 13.790,92 pontos.

Europa

O mercado acionário europeu fechou nesta segunda-feira no nível mais baixo em 20 dias, com os setores de viagem e bancário liderando as perdas, uma vez que os investidores avaliavam os riscos geopolíticos após alertas de que a Rússia pode invadir a Ucrânia a qualquer momento.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,69%, a 7.531,59 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,02%, a 15.113,97 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 2,27%, a 6.852,20 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,04%, a 26.415,41 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 2,55%, a 8.573,80 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,49%, a 5.507,66 pontos.

Ásia e Pacífico

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta segunda-feira, pressionado pelas empresas dos setores financeiro e imobiliário, depois que o banco central disse que não usará o ramo imobiliário como um método de curto prazo para estimular a economia.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,23%, a 27.079 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,41%, a 24.556 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,98%, a 3.428 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,08%, a 4.551 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,57%, a 2.704 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,71%, a 17.997 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,23%, a 3.421 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,37%, a 7.243 pontos.

*Com informações da Reuters.

Veja também

Quer ganhar dinheiro com aluguéis e sem taxa de corretagem? Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10