Siga nossas redes

Finanças

Dividendos que geram renda: 7 cuidados antes de adotar a estratégia

Ao investir em ações que pagam proventos, conheça os principais passos para não colocar seus investimentos em risco.

Publicado

em

Os dividendos fazem parte da estratégia de investidores que desejam gerar uma renda passiva. Porém, especialistas defendem que não basta só investir em empresas pagadoras de proventos para alcançar esse objetivo. Pelo contrário: é preciso cuidado, pois a estratégia pode virar uma armadilha para quem investe em ações.

Dividendos nada mais são que a distribuição aos acionistas de parte dos lucros das companhias listadas na bolsa de valores. O investidor, ao comprar uma ação, se torna acionista de parte da empresa. Caso a empresa obtenha lucro parte deste valor pode ser distribuída para os que possuem papéis da companhia.

Com mais de 400 empresas listadas na bolsa de valores brasileira, não é simples identificar ações que pagam bons dividendos. É bom lembrar que este tipo de investimento sempre envolve riscos.

Por isso, o InvestNews conversou com o analista de investimentos Henrique Garcia, head de mercado de capitais e sócio do Grupo Eu Me Banco, e Romero de Oliveira, head de renda variável da Valor Investimentos, para saber o que o investidor deve fazer antes de iniciar a estratégia de investir em dividendos. Confira 7 dicas:

1 – Entenda a política de proventos da empresa

Antes de investir na empresa, entenda qual é sua política de distribuição de dividendos. As regras podem ser consultadas na área de relação com investidores, disponível no site de todas as empresas de capital aberto. Além disso, é importante verificar o grau de sustentabilidade do pagamento de dividendos.

2 – Diversifique

Não aloque todo o seu capital de investidor em uma única empresa. É interessante buscar a diversificação não só de empresas pagadoras de proventos, mas também por setores, segundo os especialistas.

3 – Priorize ações preferenciais

Escolha empresas listadas na bolsa de valores com ações preferenciais, geralmente identificadas pelos códigos com final 4 e 5. Por não dar ao acionista direito ao voto nas assembleias, as ações preferenciais tendem a pagar dividendos maiores.

4 – Foco em períodos distintos de pagamento

Escolha empresas que paguem dividendos em períodos diferentes (fique atento ao calendário de pagamentos das companhias), de forma que seja possível montar um fluxo de recebimento de dividendos no maior número de meses possíveis.

5 – Atenção a projetos da empresa

Observe se a companhia tem algum projeto especifico que ela gostaria de implementar, e se será necessário aumento de gasto da empresa e, consequentemente, redução de pagamento dividendos.

6 – Projete pagamento de proventos

Tente projetar para frente qual é a perspectiva de distribuição de dividendos. Normalmente, o pequeno investidor tende olhar o dividendo passado, o que pode acabar sendo um erro, pois o setor, a dinâmica do mercado e a estratégia da empresa podem mudar.

7 – Analise diferentes indicadores

Os principais indicadores para avaliar se uma empresa é uma boa pagadora de dividendos são o payout e o dividend yield.

O payout pode ser utilizado para avaliar a distribuição do lucro líquido de uma empresa aos acionistas. Ele também indica se a empresa é de crescimento ou focada em dividendos. Já o dividend yield é utilizado para saber qual o retorno proporcionado em forma de dividendos pago aos acionistas.

Eles não devem ser analisados de forma isolada. Também devem ser analisados outros indicadores e fatores, como a saúde financeira da empresa e o conselho administrativo, por exemplo.

Leia também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!