Siga nossas redes

Finanças

Meliuz fará nova oferta de ações que poderá movimentar R$ 1,2 bilhão

A operação consistirá na distribuição primária e secundária de papéis.

Publicado

em

A  Méliuz (CASH3), empresa de cashback que ingressou na B3 em novembro de 2020, anunciou que seu conselho de administração aprovou na manhã nesta quarta-feira (7) a realização de uma oferta pública subsequente de ações (follow-on). Ao levar em conta que a ação da companhia encerrou o pregão de ontem ao preço de R$ 55,44, a oferta poderá movimentar R$ 749 milhões ou até R$ 1,12 bilhão se considerado o lote adicional. A empresa informou que a oferta será restrita (destinada a investidores institucionais) e consistirá na distribuição primária – quando os recursos captados vão para o caixa da empresa – de 7,5 milhões de ações. Haverá também uma oferta secundária – quando há venda na participação por parte dos acionistas controladores –de 6 milhões de papéis. A Meliuz reiterou que os recursos líquidos provenientes da oferta primária serão destinados para ampliar a participação nos mercados em que já atua (marketplace e serviços financeiros) e para potenciais aquisições de empresas consideradas estratégicas. Na oferta secundária, os acionistas vendedores serão Ofli Campos Guimarães (um dos fundadores da companhia), além dos fundos Endeavor Catalyst II, Endeavor Catalyst II- A, Monashees Capital VII e o Monashees Capital Partners Co-Investment Fund VII. A operação será coordenada pelos bancos BTG Pactual, Itaú BBA, Morgan Stanley e UBS Brasil. A companhia informou que o preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento, que será realizado junto a investidores profissionais.

No ano, a empresa registra valorização de 269,79%. Por volta das 11h desta quarta-feira (7), os papéis registravam queda de 0,10%, cotados a R$ 55,38.

Veja também

  • Shell vai aumentar retornos a acionistas após salto nos preços do petróleo
  • Ação da Vittia (VITT3) decola quase 20% em estreia
  • Cesta básica: as cidades com as maiores altas e baixas de preço em junho
  • Vendas no varejo sobem 1,4% em maio na comparação com abril, diz IBGE
  • Dólar a R$ 5,20 e Ibovespa no vermelho: 4 motivos para a baixa do mercado
  • Privatização dos Correios: governo decide vender 100% da estatal
  • BRF faz aporte de US$2,5 mi na Aleph Farms para produzir em 2024 carne cultivada

Ganhe dinheiro com as variações cambiais enquanto seu patrimônio fica protegido. Invista em Dólar!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!