Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Crise na Disney, EUA lendo mentes e pegadinhas da Black Friday

Walt Disney divulgou que vai demitir 32 mil funcionários; aérea quer exigir vacina para embarque e mais.

Publicado

em

Disney-parques

Disney vai demitir 32 mil funcionários

A Walt Disney Co. divulgou que vai demitir 32 mil funcionários, cerca de quatro mil a mais do que o anunciado em setembro. A justificativa é a pandemia do coronavírus que continua afetando os negócios da empresa, como parques e resorts. O grupo também suspendeu o lançamento de filmes neste ano, o que afetou as receitas já previstas.

Com a pandemia, o prejuízo registrado pela Disney até setembro foi de 2,8 bilhões de dólares.

De acordo com a rede CNN, a empresa comunicou à Securities and Exchange Commission — que equivale à Comissão de Valores Mobiliários no Brasil, que as demissões ocorrerão no primeiro semestre de 2021.

Embora a Disney tenha reaberto os parques temáticos em Xangai e na Flórida, seu parque principal na Califórnia permanecerá fechado pelo menos até o fim do ano. O grupo tem 12 parques espalhados pela América do Norte, Ásia e Europa.

Aérea pretende exigir vacina para embarque

A companhia aérea Australiana Qantas é a primeira empresa do setor a declarar a intenção de exigir que os seus passageiros tomem vacina contra covid-19 para voos internacionais. Ou seja: assim que uma vacina estiver disponível, essa será a condição para poder embarcar em suas aeronaves.

Além disso, já existe um projeto liderado pelo órgão comercial da Indústria aérea para a criação de um passaporte digital que comprove a vacinação do passageiro.

O CEO Alan Joyce disse durante uma entrevista à Nine News que a Qantas vai mudar os seus termos e condições para tornar a vacinação uma “necessidade” para qualquer passageiro que pretenda viajar para o exterior. Existe a possibilidade da exigência para viagens domésticas, a depender das condições locais.

Confie Aqui

O site “Reclame Aqui” criou uma plataforma, a “Confie Aqui”. O objetivo é alertar o consumidor sobre as pegadinhas da Black Friday, incluindo a reputação das empresas, acompanhamento dos preços dos produtos e valor de frete.

No site é possível acessar a classificação das empresas conforme a avaliação do público do Reclame Aqui. Nele, estão apontadas quais são as companhias que melhor atendem os consumidores e que apresentam informações com maior transparência. Para ter acesso a estes dados ou fazer uma busca, basta acessar o site.

Governo dos EUA pretende ler mentes

O governo americano está financiando uma pesquisa para ler a mente dos seus soldados. O objetivo é para que através da decodificação de sinais cerebrais consigam criar um maneira em que os combatentes possam se comunicar silenciosamente. Os estudos, que ainda estão só no começo, estão sendo comandados pelo escritório de Pesquisa do Exército dos EUA e tem a participação de diferentes universidades americanas e do Reino Unido.

Os cientistas já conseguiram separar os sinais cerebrais que influenciam a ação de uma pessoa dos sinais que não têm essa influência. Além da medição desses sinais, também estão testando a interpretação deles. Até essa etapa da pesquisa foram investidos seis milhões de dólares.

Leia mais:

Buscas no Google por Black Friday crescem 20% em relação a 2019

Black Friday de ações? Bolsa tem várias empresas para investir com menos de R$10

O Home Broker dos sonhos é grátis! Conheça agora!

Anúncio Patrocinado BDR BDR

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.