Siga nossas redes

Geral

Mulher com MBA ganha US$ 11 mil a menos que homem, mostra estudo

Uma década depois da formação, essa diferença salarial sobe para mais de US$ 60 mil.

Publicado

em

por

Bloomberg
Mulher em reunião de trabalho com homens

A disparidade salarial entre homens e mulheres com MBA começa logo na saída do curso e só aumenta a partir daí. Mulheres com MBA ganham cerca de US$ 11.000 a menos do que homens com o mesmo diploma, mostrou uma pesquisa com 1.055 ex-alunos de MBA de quase 60 programas de elite em todo o mundo. Uma década depois da formação, essa diferença sobe para mais de US$ 60.000.

Mulheres nos EUA enfrentam uma persistente disparidade salarial de gênero, o que pode ser atribuído ao fato de que muitas trabalham em indústrias e empregos de baixa remuneração.

Menos de 10% dos diretores executivos do índice S&P 500 são mulheres, por exemplo, e essa sub-representação permanece na maior parte das escolas de negócios dos Estados Unidos, que abrigam algumas das pessoas com maior renda do país. Em média, as mulheres ocupam apenas 40% de todas as vagas em 84 escolas, de acordo com pesquisa da Bloomberg Businessweek. Em 27 escolas, elas representam menos de um terço da sala de aula.

Mas mesmo as mulheres que procuram indústrias e empregos com salários altos enfrentam disparidades salariais, segundo dados da Forté Foundation, organização sem fins lucrativos focada no avanço das mulheres e na igualdade de gênero em escolas de negócios e administração.

Disparidade salarial

A Forté descobriu que os homens pós-MBA, em média, ganham US$ 29.700 a mais do que as mulheres com certificados semelhantes. Mulheres pertencentes a minorias recebem pagamentos ainda menores, levando para casa, em média, cerca de US$ 52.000 a menos do que os homens, mostram os dados.

A presidente-executiva da Forté Foundation, Elissa Sangster, disse que as disparidades podem ser devidas, em parte, ao fato de os homens ingressarem em programas de MBA com mais anos de experiência, em média, preparando-os para diferentes planos de carreira e oportunidades.

Mas ela também atribui parte da diferença ao comprovado preconceito que mulheres enfrentam no mercado de trabalho. “Acho que às vezes as mulheres ficam desencantadas”, disse ela.

As atuais estudantes de MBA que participaram da pesquisa da Forté também indicaram que tinham aspirações de carreira menos ambiciosas. Os homens têm quase três vezes mais chance de almejar um cargo de CEO, por exemplo.

“Há muito o que as mulheres podem continuar fazendo para serem mais agressivas ou ambiciosas em relação à carreira”, disse Sangster. “Mas eu acho que as empresas têm que se certificar de que haja um terreno fértil para essas mulheres chegarem a essas posições de liderança.”

Veja também:

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.