Siga nossas redes

Negócios

Após lucro menor, Hypera quer compensar custos com novos produtos

A empresa divulgou alta de 33% no lucro líquido do 3º tri, mas a margem bruta ficou praticamente estável.

Publicado

em

por

Pilhas de moedas

A Hypera (HYPE3) espera compensar pressões de custos das matérias-primas nos próximos meses com portfólio de medicamentos recentemente adquiridos e o lançamento de novos produtos, afirmaram executivos da farmacêutica nesta segunda-feira.

A empresa divulgou na sexta-feira alta de 33% no lucro líquido do terceiro trimestre, mas a margem bruta ficou praticamente estável, em 63,9%, na comparação anual. Enquanto isso, a margem Ebitda recuou 0,5 ponto percentual, a 35,6%.

Em teleconferência com analistas, o presidente da Hypera, Breno de Oliveira, afirmou que o objetivo da companhia é manter nos próximos meses o nível de margem Ebitda em “mid-thirties”, conforme navega por pressões que incluem o peso da alta do dólar sobre insumos importados.

Segundo o diretor financeiro, Adalmario do Couto, a Hypera, dona de marcas como Coristina D, Addera e Buscopan, conseguiu no trimestre compensar parte das pressões de custos com aumento nos preços dos medicamentos e tem suas necessidades de matéria-prima protegidas durante o ano a um câmbio de R$ 5,30 reais.

“Temos conseguido compensar em parte a pressão principalmente com o mix de produtos de marcas adquiridas, que têm margem superior, e também com o ‘pipeline’ de novos produtos, que na média têm margem bem superior à média da compahia”, disse Couto. Ele acrescentou que a Hypera tem atualmente um conjunto de 350 novos produtos em desenvolvimento.

As ações da Hypera tinham alta de 4,3% às 12h39, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 1,5%.

Questionado sobre novas aquisições, Oliveira afirmou que a alavancagem da Hypera atingiu o topo da banda de tolerância e que a prioridade no curto prazo é reduzir o endividamento “para abrir espaço para novas aquisições”.

A companhia terminou setembro com uma relação dívida líquida sobre Ebitda de 2,2 vezes, dentro da previsão.

Veja também

  • As empresas brasileiras centenárias mais inovadoras da B3
  • CEO da PDG responde: após recuperação judicial, cautela é a palavra de ordem
  • 4 investimentos com o Ibovespa abaixo de 110 mil pontos
  • Juros compostos: aprenda a converter taxas anuais para mensais nos investimentos
  • Tesouro Direto: o que acontece com meu dinheiro quando o título vence?
  • Analistas apontam 3 formas de se proteger do sobe e desce do mercado

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!