Siga nossas redes

Negócios

B3 fecha parceria com Nasdaq para nova plataforma de clearing

Nova plataforma tem capacidade de volume projetado para os próximos 10 anos.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

A B3 (B3SA3) anunciou nesta segunda-feira que fechou uma parceria com a norte-americana Nasdaq para desenvolver uma nova plataforma de clearing para apoiar o crescimento do mercado financeiro no Brasil.

A clearing é a estrutura responsável pelo registro, compensação, liquidação e gerenciamento de risco da contraparte das transações executadas nos mercados financeiros.

De acordo com a B3, empresa de infraestrutura de mercado financeiro, a nova plataforma nascerá capacitada para volumes projetados para os próximos 10 anos no mercado brasileiro, enquanto a versão atual está preparada para aumentos de volumes algumas vezes maiores que os picos observados nos últimos anos .

“A engenharia dos novos módulos carrega em conta ‘by design’ toda a experiência recente do mercado de capitais com crescimento de volumes sem precedentes, e usando a última geração de tecnologias para a escalabilidade da plataforma”, afirmou a B3.

Ela atenderá a todos os mercados que hoje são liquidados na Câmara B3, o que inclui ações, fundos imobiliários, BDRs, empréstimos de ativos, opções e termos de ações, derivativos financeiros e derivativos sobre commodities.

De acordo com o vice-presidente de Tecnologia da B3, Rodrigo Nardoni, a modernização da plataforma da B3 será realizada em fases, de maneira gradativa e sem impactos para o mercado. O plano é fazer substituições modulares nos próximos anos.

“A B3, por meio de um processo de migração em fases, irá migrar seu sistema de compensação existente para essa nova plataforma”, afirmou Nardoni.

Segundo a B3, a plataforma obteve resultados de capacidade de processamento, disponibilidade sem administração — possibilidade de funcionamento da compensação por 24 horas — e de maior eficiência e rapidez na implementação de novos produtos.

A última grande modernização ocorreu em 2017 com a conclusão do projeto de Integração das clareiras (IPN). Desde então diversas evoluções arquiteturais foram criadores, o que deve ser visto como constante modernização.

“Abrimos, contudo, com esta parceria, um degrau maior onde planejamos capturar as últimas grandes tendências tecnológicas para a plataforma da clearing”, afirmou a B3, que não detalhou os valores investidos, mas afirmou que estão em linha com o guidance já publicado pela companhia.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.