Siga nossas redes

Negócios

CVM cobra Petrobras após Bolsonaro citar redução de preços dos combustíveis

A empresa afirmou que não antecipa decisões, após declarações de Bolsonaro sobre reajustes.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

imagem decorativa: Petrobras
Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro 16/10/2019 REUTERS/Sergio Moraes

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu investigação para apurar notícias envolvendo a Petrobras (PETR3PETR4), após o presidente Jair Bolsonaro ter afirmado no final de semana que a estatal anunciaria redução nos preços de combustíveis.

Nesta segunda-feira (6), a companhia controlada pelo governo federal afirmou que não foi tomada nenhuma decisão sobre o assunto e que não antecipa decisões sobre reajustes de preços.

A alta dos combustíveis tem impulsionado os custos ao consumidor e a inflação, o que leva o Banco Central a elevar a taxa Selic. Só neste ano, a taxa básica de juros subiu de 2% para 7,75% ao ano.

Segundo cálculos da Reuters, somente neste ano, a gasolina subiu 73% nas refinarias, enquanto o diesel avançou 65%.

Os governos estaduais são alvo de críticas de Bolsonaro por não reduzirem a alíquota do ICMS incidente sobre os combustíveis, para aliviar parcialmente o efeito da alta de preços, que tem acompanhado a escalada das cotações internacionais do barril do petróleo.

Nesta segunda-feira, os contratos de petróleo Brent e WTI fecharam com avanços de quase 5%.

Veja também

Seja sócio das maiores empresas do Brasil com corretagem ZERO! Invista em Ações

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu