Siga nossas redes

Negócios

Usiminas lidera queda do Ibovespa após resultados do 2º trimestre

Lucro líquido de R$ 287 milhões foi 73% menor que igual período de 2022.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

As ações da Usiminas (USIM5) lideravam as quedas do Ibovespa na manhã desta sexta-feira (28), cotadas a R$ 7,14 às 11h15, queda de 4,67%. Mais cedo, os papéis chegaram a cair mais de 5%, com o mercado repercutindo a divulgação do balanço do segundo trimestre da empresa.

Funcionário trabalha no alto-forno da siderúrgica Usiminas 17/04/2018 REUTERS/Alexandre Mota

O lucro líquido de R$ 287 milhões registrado entre abril e o final de junho pela companhia foi 73% menor quando comparado com o desempenho do mesmo período de 2022 e de quase 50% sobre os três primeiros meses deste ano. No entanto, o resultado veio acima do esperado pelo mercado, segundo a Reuters.

Milena Araújo, estrategista de investimentos da Nexgen Capital, comenta que “os resultados não agradaram”. “Nessa queda do desempenho da companhia, muito vem da redução do volume da venda de aço e também do aumento do endividamento”, diz ela, acrescentando que outro fator que se destaca é a parte de despesas operacionais, que apresentou um crescimento superior a 32%”.

“Mas sem dúvida um dos principais fatores que influenciaram essa queda tão robusta do lucro é a redução das exportações”, afirma a especialista, citando redução de demanda da China.

Destaques do balanço

Uma das maiores fornecedoras de aços planos para a indústria automotiva da América Latina, a Usiminas teve geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de R$ 366 milhões no segundo trimestre, recuo de 81% na comparação anual.

O desempenho foi afetado em parte por queda no volume vendido, preços menores de aço e custos e despesas maiores diante da grande reforma do alto fornos 3 na usina de Ipatinga (MG), que paralisou o equipamento no início do trimestre. As vendas de aço em volume caíram 11% na comparação anual e 6% na trimestral.

Com isso, o faturamento líquido somou R$ 6,89 bilhões, queda de 19% sobre o segundo trimestre do ano passado.

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 265,5 milhões para a Usiminas entre abril e o final de junho, com Ebitda de R$ 576 milhões e receita líquida de R$ 6,9 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

(*Com informações da Reuters)

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.