Siga nossas redes

Análise

Morning Call: EUA fazem alegria das bolsas globais; análise de Facebook

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Brasil: os mercados acionário e cambial das economias emergentes reagem de forma positiva nesta quinta-feira, após a mensagem “dovish” do Federal Reserve e mais estímulo nos Estados Unidos com discurso de Biden no Capitólio ontem, onde o presidente detalhou proposta de US$ 1,8 trilhão em investimentos na educação, saúde e cuidados infantis, bancada pelo aumento de impostos aos mais ricos. Enquanto no Brasil investidores aguardam uma série de balanços corporativos do primeiro trimestre; pela manhã serão divulgados de Embraer e Gol, após o fechamento do mercado, os investidores ficam de olho nos números de Fleury e Unidas.

Cenário global: depois de Apple (+2,4%) e Facebook (6%), que brilharam no after hours, hoje saem os balanços de Amazon e Twitter nos EUA. Os futuros em NY sobem junto com as bolsas europeias que repercutem hoje a fala acomodatícia do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, após a decisão do FOMC de manter tudo inalterado e traçou um cenário otimista para a economia americana. Também houve bons resultados corporativos. Isso sem contar o discurso entusiasmado do presidente Joe Biden ontem, ao enfatizar a necessidade de investimentos nos EUA.

O Facebook superou expectativas de receita para o primeiro trimestre, impulsionada por investimentos maiores em publicidade online como consequência do isolamento social. O lucro líquido foi de 9,5 bilhões de dólares, ante 4,9 bilhões um ano antes. A receita total da companhia, que consiste principalmente de vendas de publicidade, subiu para 26,17 bilhões de dólares no primeiro trimestre, superando expectativa média de 23,67 bilhões de analistas, segundo dados da Refinitiv.

As ações da companhia seguem em tendência de alta, próximas do topo histórico, após um longo período operando em torno de US250, no dia 08 de abril atingiu o seu pico aos US315,88. A companhia apresenta um ROE (retorno sobre patrimônio líquido) de 28%, acima da média das empresas de serviços online (22,6%), além de um valuation mais descontado com uma relação preço/lucro em torno de 25x contra 30,6x do setor. 

NY/Pré-mercado: Dow Jones sobe 0,44%, S&P 500 +0,70% e Nasdaq +0,98%; Europa: índice Stoxx 600 sobe 0,33%, Frankfurt cai 0,27%, Londres sobe 0,68%, Paris +0,52% e Madri +0,57%; Petróleo tipo Brent sobe 1,36%, para US$ 67,69 o barril; Ouro cai 0,06%, cotado a US$ 1.772,75 a onça-troy.

Ibovespa: subiu na quarta-feira, após o Federal Reserve ter mantido o juro dos EUA no piso histórico e com divulgação de resultados corporativos domésticos majoritariamente positivos. BVSP: +1,39%, a 121.052,52 pontos com volume financeiro de R$ 31,1 bi. Travado neste nível, o IBOV tem como residência importante os 122 mil pontos. O índice segue consolidando uma tendência de alta no curto prazo, após operar acima do nível dos 120 mil e deixa para trás uma zona de congestão em torno dos 115 mil pontos. No longo prazo, ao ficar acima da média móvel de 200 períodos (linha azul), o Ibovespa mantém a sua tendência de alta.

Indicadores: 
Brasil
CMN realiza reunião (16h)
FGV: Confiança da indústria em abril (8h) 
FGV: IGP-M de abril (8h)
Tesouro: Resultado primário de março (14h30)
Bruno Funchal, participa de coletiva sobre o resultado primário de março (15h)
CPI da Covid se reúne para definir e aprovar plano de trabalho da comissão (9h)
Balanços de Embraer, Gol e Omega Geração, Duratex, Fleury, Grendene, ISA Cteep
USA
PIB do 1TRI (9h30)
Dpto Trabalho: Pedidos de auxílio-desemprego da semana até 24/04 (9h30)
Balanços de International Paper, Mastercard, McDonald’s, Caterpillar, Amazon, Gilead e Twitter
Europa
Zona do euro/Eurostat: índice de sentimento econômico de abril (6h)
Zona do euro/Comissão Europeia: índice de confiança do consumidor final de abril (6h) 
Alemanha/Destatis: CPI de abril (9h)
Ásia
Japão/IHS Markit: PMI industrial final de abril (21h30)
China/NBS: PMI industrial de abril (22h)

Invista nas maiores empresas do mundo sem sair de casa e sem pagar taxa de corretagem! Invista em BDR

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.