Siga nossas redes

Cafeína

FGTS está pagando bem? Ou vale a pena sacar e investir em renda fixa?

Rendimento do Fundo bateu a poupança nos últimos 3 anos, com o detalhe que ainda não se sabe de quanto será a distribuição dos lucros do ano passado.

Publicado

em

Em 2020, o FGTS ganhou novas modalidades de saque, além do habitual (que é quando um trabalhador é demitido sem justa causa, término do contrato de trabalho, compra da casa própria ou aposentadoria).

Até 31 de dezembro do ano passado, foi liberado o FGTS emergencial, com direito ao saque de até R$ 1.045 para qualquer pessoa que tivesse uma conta no fundo de garantia. Também foi liberado o saque-aniversário, que permite a retirada de parte do saldo da conta anualmente no mês de nascimento.

As duas modalidades de saques extraordinários foram criadas na pandemia para ser um dinheiro extra para quem teve a renda comprometida. Com a crise econômica causada pela covid-19, o percentual de famílias endividadas atingiu um recorde histórico de 67,1% em junho do ano passado, segundo a pesquisa de endividamento e inadimplência do consumidor, realizada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio). Este é o número mais alto desde janeiro de 2010.

Com o fundo de garantia mais acessível, fica a dúvida se vale ou não a pena resgatar o dinheiro. Todos que têm conta ativa ou inativa com saldo no FGTS têm, sobre os valores, um rendimento de 3%, mais a taxa referencial (TR), além da distribuição dos lucros – vigentes desde 2017. Porém, a TR está zerada desde então.

Para este ano, ainda não se sabe qual será o valor da distribuição dos lucros aos trabalhadores, já que será divulgado apenas em agosto. Em 2021, o repasse será referente ao rendimento de 2020. Por enquanto, o cenário mais provável será o rendimento de 3% mais TR – o que por si só já ganha da maioria das aplicações de renda fixa, exceto da inflação.

Quando analisado o período entre 2016 a 2020, a Selic foi a que mais rendeu em 4 dos 5 anos. O FGTS passou a ser o 2º que mais rendeu a partir de 2018 e talvez, seja o maior rendimento neste ano, acima da inflação. A poupança passou a ser o pior investimento desde então.

O FGTS bateu a poupança nos últimos 3 anos (2018, 2019 e 2020) – e bateu a Selic em 2020 – mesmo sem saber de quanto será a distribuição dos lucros.

Porém, o fundo perdeu da Selic em todos os outros anos (2016-2019). E bateu a inflação (IPCA) em todos os anos, exceto em 2020.

Contrário aos outros anos, agora, vale a pena deixar o FGTS “quieto”, a não ser que vá precisar usar o dinheiro para quitar dívidas ou uma amortização de financiamento imobiliário. 

Com o atual rendimento do FGTS de 3% ao ano, o fundo está acima da taxa básica de juros (de 2,75%) – pelo menos até agora. Se a Selic subir, como prevê o mercado até o final do ano (5%) essa diferença pode não persistir por muito tempo.  Daí sim pode ser uma possibilidade um investimento do valor em um Tesouro Selic ou fundos de renda fixa taxa zero.

Veja mais:

Quanto rende 1 milhão na poupança? Veja comparações

Lucro do FGTS: saiba calcular quanto você vai receber

Taxas de bancos e corretoras podem passar de R$ 2.640 ao ano. Como economizar?

LinkedIn: veja 10 dicas para melhorar seu perfil e se destacar na plataforma

Quer segurança e rentabilidade acima da poupança para seus investimentos? Invista em CDB!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.