Siga nossas redes

Criptonews

4 passos para uma empresa entrar e se desenvolver no metaverso

Um tema crescente e cada vez mais presente nas reuniões corporativas: chegou o momento de você levar o seu negócio para o metaverso. Mas como fazer?

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Existe um hype enorme sobre o metaverso, notícias na mídia sobre determinada empresa que fez uma “ação” no Decentraland ou The Sandbox, mas ainda gerando comentários dúbios sobre a web 3.0. Essas ações não podem ser definidas como os primeiros cases no metaverso, mas sim o início de um momento de experimentação e de testes sobre as possibilidades de novas formas de conectar marca e consumidor, de trazer novas experiências e de transacionar NFTs.

Há cerca de 2 anos, tenho feito várias reuniões, aulas, palestras e participado de painéis sobre o metaverso para executivos dos mais variados segmentos, seja do setor financeiro, construção civil, varejo, agronegócios, turismo ou educacional. Dentre várias perguntas que surgem, a mais importante a ser respondida agora é a seguinte: como entrar no metaverso? A partir dessa simples e objetiva pergunta, eu sempre acabo complementando com outra: como criar uma estratégia para levar o seu negócio para o metaverso?

1 – Terrenos virtuais

Partindo do princípio de que na web 1.0 você precisava criar o site da sua empresa para que os seus produtos e serviços fossem encontrados nas pesquisas do Google, na atual web 2.0 é fundamental e óbvio que você deva gerar conteúdo nas mídias sociais para gerar engajamento. Na web3, não será diferente. Seguindo o mesmo processo, o primeiro passo para a sua empresa garantir a sua presença no metaverso, será comprando um terreno virtual em um dos vários metaversos disponíveis como Decentraland, Sandbox, Upland, Cryptovoxels, Bit Country, etc. 

Sim, o mercado imobiliário já chegou no metaverso e a compra e venda das chamadas “virtual lands”, terrenos virtuais, na tradução, movimentou no primeiro trimestre de 2022 mais de US$ 200 milhões somente em quatro grandes nomes (Decentraland, The Sandbox, Cryptovoxels e Somnium Space).

Aqui vale lembrar que neste primeiro passo (escolha de um terreno virtual para o seu negócio), envolve grandes riscos, como escolha da localização e valor, porém com um potencial igualmente grande para altos retornos. No entanto, como em todos os outros investimentos e empreendimentos comerciais, você deve fazer a devida pesquisa.

Antes de apresentar os demais passos, eu já gostaria de responder outra pergunta frequente: por que eu compraria um terreno virtual? Destaco que as marcas podem usar suas propriedades virtuais para anunciar serviços, organizar lançamentos físicos ou virtuais de produtos e fornecer experiências únicas aos clientes. Para investidores imobiliários, esses terrenos digitalizados oferecem uma oportunidade lucrativa. Assim como na vida real, as propriedades do metaverso podem ser desenvolvidas ou alugadas. Isso nos leva ao passo dois da nossa estratégia: coleções de NFTs.

2 – Lançando coleções de NFTs

Uma vez que o consumidor encontrou a sua marca no metaverso, o que você vai oferecer a ele? As coleções NFTs começam a fazer sucesso, pois além do potencial de valorização, o proprietário de um determinado NFT pode acessar benefícios exclusivos, tanto no metaverso, seja através de um acessório para o seu avatar como camiseta, tênis, mochila, boné, como um acesso a um evento no mundo físico, que faz parte do quarto passo da nossa estratégia.

3 – Experiência 3D

Além das coleções NFTs, a sua marca pode oferecer uma experiência para o seu cliente entrar com o seu avatar em um ambiente 3D, seja para assistir um show, uma palestra ou qualquer outro tipo de evento. Neste ambiente, os avatares poderão se conectar e conversar através de áudio espacial, se divertirem, aprenderem e comprarem produtos físicos ou virtuais.

4 – Phygital

A junção das palavras físico e digital, o phygital, é o último passo da nossa estratégia. O mesmo NFT vendido no metaverso pode te dar direito a um benefício no mundo físico, seja um ingresso para um show, um desfile, uma corrida de carros, uma partida de futebol, uma degustação de vinhos, descontos em uma loja física, acesso exclusivo a um restaurante ou alguns pratos no cardápio ou pré-reserva de um novo lançamento de um produto da marca X.

Talvez o phygital seja uma forma de fazer os adultos que não estão acostumados a comprar assets digitais ou que ainda não tenham entrado em algum metaverso, a conhecerem todo o seu potencial, sendo uma espécie de cartão de visitas.

Fique ligado

Em conjunto com esses quatro passos, gosto de dizer que sempre que surge uma nova tecnologia disruptiva, ou uma nova plataforma ou um canal de comunicação, o importante é iniciar pequeno e rapidamente e evoluir constantemente. 

Ainda não há um plano perfeito para o metaverso, pois ainda estamos num momento de testes e experimentações, de coletar feedbacks dos usuários, de ajustar e pensar em novas experiências e coleções NFTs a serem oferecidas ao mercado. No meio de tantas perguntas que recebo diariamente, gostaria de deixar uma para você, caro leitor: o que te impede de experimentar? 

Nos vemos do outro lado!

*Fernando Godoy é empreendedor serial há mais de 25 anos em tecnologia e inovação nos EUA e no Brasil, especialista em experiências imersivas e metaverso, pioneiro na utilização da realidade aumentada, virtual e mista. Fundador da Flex Interativa e Cervejaria Leuven, autor dos livros Metodologia Startup Village e Revolução Metaverso (breve lançamento), palestrante, professor, mentor e investidor de startups.

As informações desta coluna são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. 

Veja também:

  • ApeCoin: a criptomoeda que valorizou após rumores de novo metaverso
  • Bitcoin Cash: o que é, como funciona e vale a pena investir nessa cripto
  • Microcoin: conheça esse tipo de criptoativo e veja se vale a pena investir
  • Criptogames: como impactam a indústria e os investimentos
  • Chiliz Criptomoeda: o que é e qual o futuro desta cripto
  • Quais são as 10 profissões do futuro com a chegada do metaverso?
ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.