Siga nossas redes

Economia

Dívida bruta do governo recua para 73,5% do PIB em 2022

Resultado acumulado da dívida do ano passado é o menor desde 2017.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 1 minuto

Fachada da sede do Ministério da Economia em Brasília
A fachada da sede do Ministério da Economia em Brasília, Brasil 04/10/2021 REUTERS/Adriano Machado

Em 2022, a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) atingiu 73,5% do Produto Interno Bruto (PIB), montante correspondente a R$ 7,2 trilhões, segundo levantamento divulgado pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (30).

No ano, a relação DBGG e PIB caiu 4,8 pontos percentuais, resultado sobretudo do crescimento do PIB nominal (-7,5 pontos percentuais), dos resgates líquidos de dívida (-4,5 pontos percentuais), e da incorporação de juros nominais (+ 7,5 pontos percentuais).

O resultado acumulado da DBGG de 2022 é o menor desde 2017.

E a dívida líquida?

Em 2022, a Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) atingiu 57,5% do PIB (R$ 5,7 trilhões), com elevação anual de 1,7 pontos percentuais do PIB.

Esse aumento decorreu, sobretudo, dos juros nominais apropriados (+6,0 pontos percentuais), da variação da paridade da cesta de moedas que integram a dívida externa líquida (+1,4 pontos percentuais) e do efeito da valorização cambial de 6,5% no ano (+1,0 pontos percentuais), parcialmente contrabalançados pelo crescimento do PIB nominal (-5,3 pontos percentuais) e pelo superávit primário (-1,3 pontos percentuais).

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.