Siga nossas redes

Finanças

Embraer encerra com forte alta; Americanas e Magalu caem; Kora decola em estreia

As ações da fabricante de aeronaves Embraer (EMBR3) avançaram 7,28%, negociadas a R$ 20,79.

Publicado

em

Após registrar o menor patamar em três meses na véspera, o Ibovespa, índice mais negociado da B3, encerrou com valorização nesta sexta-feira com Embraer entre as principais altas. A fabricante de aeronaves reverteu o prejuízo do segundo trimestre de 2020 e registrou lucro líquido no mesmo intervalo deste ano. Na contramão, os papéis de Lojas Americanas e Magalu integraram a lista das principais quedas do índice em meio a divulgação dos balanços financeiros. Quem encerrou o dia com forte avanço foi a Kora Saúde, estreante na bolsa. Veja os destaques do dia:

Embraer

As ações da fabricante de aeronaves Embraer (EMBR3) avançaram 7,28%, negociadas a R$ 20,79, representando a segunda maior alta do Ibovespa no acumulado da semana. A companhia registrou lucro líquido de R$ 212,8 milhões no segundo trimestre deste ano, o que representa o primeiro lucro recorrente desde o primeiro trimestre de 2018. Em igual período do ano passado, a Embraer havia reportado prejuízo de R$ 1,071 bilhão, em momento em que lutava para reestruturar operações para enfrentar a pandemia e o fracasso de um acordo de US$ 4 bilhões com a Boeing (BOEI34).

Em relatório, o BTG Pactual afirmou que a receita líquida da Embraer, em US$ 1,1 bilhão, superou suas previsões em 9%. Além disso, disse esperar uma reação positivo do mercado em relação aos resultados e o melhor guidance (projeção) para 2021, ligeiramente acima do consenso em termos de rentabilidade operacional. O banco manteve recomendação de compra para os papéis da companhia e preço-alvo em US$ 20.

Lojas Americanas

Os papéis de Lojas Americanas (AMER3 e LAME3) ampliaram a queda para 7,88% e 7,90%, respectivamente, cotados a R$ 43,14 e R$ 5,71. A varejista registrou lucro líquido consolidado de R$ 254,7 milhões no segundo trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 7,1 milhões registrado no mesmo período do ano passado.

O Goldman Sachs afirmou que a Americanas registrou um crescimento do volume bruto de vendas (GMV) abaixo dos líderes de mercado, Magazine Luiza e Mercado Livre, mas acima de seu concorrente direto, a Via Varejo.

Ao mencionar uma notával pressão no Ebitda ajustado, o Goldman afirmou esperar que os investidores se concentrem menos nos resultados e mais no recente
anuncio de aquisição da varejista de alimentos Hotifruti Natural da Terra, bem como a combinação recente de negócios com a B2W. O banco manteve recomendação de compra para o papel AMER3 com preço-alvo em R$ 77.

Magazine Luiza

Magazine Luiza (MGLU3) perdeu 3,34%, para R$ 20,27, mesmo após reportar lucro líquido ajustado de R$ 89 milhões entre abril e junho deste ano, ante prejuízo de R$ 62 milhões um ano antes.

Em relatório, o Goldman Sachs, que esperava uma reação positiva para os papéis da companhia, afirmou que o Magazine Luiza apresentou mais uma vez um forte crescimento no canal online, enquanto as vendas nas lojas físicas também superaram os níveis do segundo trimestre de 2019.

O banco também afirmou que a margem Ebitda ficou acima de suas previsões, embora abaixo dos níveis históricos (pré-pandemia), refletindo a mudança para o online, a abertura de lojas em abril, após as restrições, e os investimentos em curso por trás do iniciativas de crescimento da empresa.

BRF

A companhia de alimentos BRF (BRFS3) terminou com leve desvalorização de 0,54%, negociada a R$ 23,77. A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 199 milhões referente às operações continuadas no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 307 milhões visto no mesmo período do ano passado em meio a altos custos.

kora Saúde

As ações da rede de hospitais independentes Kora Saúde (KRSA3) decolaram em estreia na B3, com alta de 11,67%, negociadas a R$ 8,64. O papel da companhia foi precificado em R$ 7,20, o piso da faixa indicativa que ia até R$ 9,96.

Na semana

Na semana, os papéis que lideraram as altas do Ibovespa foram Cia Hering (HGTX3), Embraer (EMBR3), Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica (GNDI3), enquanto Qualicorp (QUAL3), Lojas Americanas (LAME4), Banco Inter (BIDI11) e Grupo Ultra (UGPA3) registraram as maiores quedas. Veja abaixo:

TickerVariação na semana em %
HGTX39,06
EMBR38,11
HAPV37,64
GNDI36,1
Ticker Variação na semana em %
QUAL3-23,72
LAME4-10,71
BIDI11-9,25
UGPA3-9,18

*(Com informações da Reuters)

Veja também

Home Broker do Nu invest: mais rapidez e recursos para você, com taxa ZERO de corretagem em Ações! Aproveite já

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!