Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa encerra em alta e vai aos 106 mil pontos; dólar sobe

Expectativa é de que o Fed esteja preparando o terreno para acelerar ritmo de redução de estímulos.

Publicado

em

ilustração com gráfico do ibovespa

O Ibovespa, principal índice da B3, avançou forte nesta segunda-feira (6). O dólar, que mais cedo oscilava, passou a registrar ganhos à medida que a possibilidade de aumentos antecipados de juros nos Estados Unidos ofusca expectativas de investidores em torno da reunião do Copom desta semana, que se encerra na quarta.

O Ibovespa encerrou em alta de 1,70%, aos 106.858 pontos, após oscilar entre 105.070 pontos e 107.498 pontos. O dólar subiu 0,13%, comercializado a R$ 5,6898, depois de atingir a mínima de R$ 5,6365 e a máxima de R$ 5,7020.

Juros maiores num determinado país tendem a elevar a atratividade de sua moeda, uma vez que aumentam a rentabilidade de se investir no mercado de renda fixa local.

“A decisão sobre a alta de juros no Brasil já tem sido precificada em 1,5 (ponto percentual). Isso faz o investidor externo olhar de novo para o Brasil e trazer recursos”, explicou Lucas Schroeder, diretor de operações da Câmbio Curitiba.

No entanto, disse ele, “a gente acaba tendo que disputar com os Estados Unidos”.

Sua fala diz respeito a sinalizações recentes de várias autoridades do Federal Reserve (Fed) de que o banco central norte-americano está preparando o terreno para acelerar o ritmo de redução de seus estímulos e possivelmente antecipar aumentos de juros para 2022, o que poderia limitar o efeito do ciclo de alta da Selic sobre o mercado de câmbio doméstico.

Destaques da B3

As ações das aéreas Azul e Gol lideraram as altas do pregão.Quem também avançou forte foi a Lojas Marisa, após anúncio de follow-on. Os papéis da Méliuz encerraram com desvalorização no topo das principais queda. Veja os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

O índice Dow Jones fechou em forte alta nesta segunda-feira, enquanto o Nasdaq, que chegou a recuar virou e encerrou o dia em queda.

  • O Dow Jones subiu 1,87%, a 35.227 pontos.
  • O S&P 500 ganhou 1,17%, a 4.591 pontos.
  • O Nasdaq Composite, que abriu em queda, fechou em alta de 0,93%, a 15.225 pontos.

Europa

As ações de viagens ajudaram as bolsas europeias a começar a semana em tom mais forme nesta segunda-feira, após fortes perdas registradas no fim da semana passada, com o mercado agora amparado por esperança de que a variante ômicron do coronavírus tenha efeitos apenas moderados.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,54%, a 7.232,28 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,39%, a 15.380,79 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,48%, a 6.865,78 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 2,16%, a 26.498,07 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 2,40%, a 8.439,70 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,72%, a 5.510,33 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações chinesas fecharam em baixa nesta segunda-feira, arrastadas por papéis de semicondutores e de novas energias, com analistas dizendo que comentários do premiê Li Keqiang sobre o corte nas taxas de depósito compulsório por si só não podem reverter o ciclo econômico de baixa.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei caiu 0,36%, a 27.927,37 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,76%, a 23.349,38 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,50%, a 3.589,31 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,17%, a 4.892,62 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,17%, a 2.973,25 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,05%, a 17.688,21 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,46%, a 3.116,32 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,05%, a 7.245,10 pontos.

(*Com informações da Reuters)

Veja também

Fique livre do Imposto de Renda na hora de investir! Invista em LCI e LCA!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!