Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha em queda, mas sustenta os 106 mil pontos; dólar sobe

A sessão foi de liquidez baixa por causa do feriado de Martin Luther King Jr. nos EUA.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Telão ibovespa

Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, operou e encerrou em queda nesta segunda-feira (17), após registrar a melhor semana desde março de 2021, em sessão sem referência dos mercados nos Estados Unidos por causa do dia de Martin Luther King Jr. O dólar fechou o dia em leve alta.

O Ibovespa recuou 0,52%, aos 106.373 pontos. Já o dólar avançou 0,24%, negociado a R$ 5,5261.

Cenário interno

O mercado monitora nesta semana a possibilidade de escalada na pressão de servidores por reajustes salariais, movimento que preocupa investidores dado os potenciais impactos fiscais em caso de sinalização favorável do governo às reivindicações. Os servidores do Banco Central prometem paralisação das atividades do órgão por algumas horas na terça-feira, segundo o sindicato que representa a categoria.

Em contraponto, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), registrou avanço de 0,69% em novembro em relação a outubro, segundo divulgou o BC pela manhã, ante expectativa de alta de 0,65%, de acordo com pesquisa da Reuters.

O resultado vem na sequência de dados de varejo e serviço também melhores do que o esperado, embora o mercado esteja olhando com cautela os número de novembro, já considerados por alguns como de menor importância visto que desde então a variante ômicron entrou no radar e os cenários de política monetária nos EUA e no Brasil mudaram.

Já a pesquisa semanal Focus do BC mostrou elevação na projeção de economistas para a inflação e para o PIB em 2022 e 2023.

Cenário externo

Lá fora, a economia da China se recuperou em 2021 com o melhor crescimento em uma década ajudada por exportações robustas, mas com sinais de que a força está desacelerando com o enfraquecimento do consumo e a crise do setor imobiliário, indicando a necessidade de mais suporte.

A expansão no quarto trimestre atingiu mínima em um ano e meio, mostraram dados do governo nesta segunda-feira pouco depois de o banco central agir para impulsionar a economia com um corte na taxa de empréstimo pela primeira vez desde o início de 2020.

A economia cresceu 8,1% no ano passado -melhor expansão desde 2011-acima da previsão de 8%. O ritmo ficou bem acima da meta do governo de “acima de 6%” e da expansão revisada de 2020 de 2,2%.

O Produto Interno Bruto avançou 4% no último trimestre de 2021 sobre o mesmo período do ano anterior, mostraram dados da Agência Nacional de Estatísticas, acima do esperado mas ainda o ritmo mais fraco desde o segundo trimestre de 2020. O crescimento foi de 4,9% no terceiro trimestre.

Destaques da bolsa

Ações de empresas do setor de saúde ficaram entre as principais altas do Ibovespa. Os papéis de Qualicorp (QUAL3), Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica (GNDI3) fecharam o dia com ganhos de 2,76%, 1,84% e 1,67%, respectivamente.

Já a Cielo (CIEL3) liderou os ganhos, com avanço de 4,95%, após a divulgação de dados do varejo.

Por outo lado, papéis de empresas ligadas a commodities metálicas e ao consumo estiveram entre as principais contribuições negativas para o índice, assim como as ações de Braskem (BRKM5), após avanço da oferta pública secundária de ações da companhia, enquanto o setor financeiro ajudou a limitar as perdas. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Europa

As ações europeias fecharam em alta nesta segunda-feira, com papéis do setor de saúde amparadas por negociações de fusão e aquisição, enquanto as ações do banco Credit Suisse cederam depois de seu presidente se demitir após uma investigação interna sobre sua conduta pessoal.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,91%, a 7.611,23 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,32%, a 15.933,72 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,82%, a 7.201,64 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,52%, a 27.688,56 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,36%, a 8.838,70 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,04%, a 5.634,78 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações da China fecharam em alta nesta segunda-feira depois que a economia do país cresceu mais do que o esperado no último trimestre de 2021.

Mas a expansão ainda foi a mais fraca em um ano e meio, levando o banco central a cortar inesperadamente a taxa de empréstimo.

O PIB da China expandiu 4,0% no período entre outubro e dezembro sobre o ano anterior, e a economia cresceu 8,1% em 2021, contra previsão de 8,0%.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,74%, a 28.333 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,68%, a 24.218 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,58%, a 3.541 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,86%, a 4.767 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,09%, a 2.890 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,66%, a 18.525 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,18%, a 3.287 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,32%, a 7.417 pontos.

(* Com informações da Reuters)

Veja também

Quer ganhar dinheiro com aluguéis e sem taxa de corretagem? Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10