Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa sobe 4% na semana e alcança 106 mil pontos; dólar cai

Principal índice da B3 seguiu tendência positiva, apesar de dia incerto em Wall Street.

Publicado

em

ibovespa

Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, encerrou em alta nesta sexta-feira (14), após dado de varejo em novembro superar estimativas, apesar do desempenho incerto em Wall Street, que reagiram ao início da temporada de resultados trimestrais e à continuação da liquidação das ações de tecnologia. O dólar, por sua vez, que fechou em baixa.

No dia, o Ibovespa avançou 1%, aos 106.581 pontos. Na semana, o índice subiu 4,1% (o melhor desempenho semanal desde março de 2020). Já o dólar recuou 0,27%, negociado a R$ 5,5129, recuando 2,12% na semana.

Cenário interno

As vendas no varejo no Brasil expandiram 0,6% em novembro na comparação com o mês anterior, impulsionadas pelos números de supermercados, ainda que com impacto mais fraco da Black Friday. A expectativa de analistas em pesquisa da Reuters era de recuo de 0,2%.

O dado vem um dia após o volume de serviços também superar as projeções do mercado, na sequência de uma série de resultados fracos de atividade econômica recentemente.

Além disso, o mercado digeria o desfecho da reunião entre representantes de auditores fiscais e o Ministro da Economia, Paulo Guedes, na quinta-feira. Membros da categoria deixaram a reunião frustrados com a não apresentação de uma solução sobre o pagamento do bônus de eficiência reivindicado, e falando em acirramento do movimento de protesto.

Câmbio

O dólar fechou em leve queda e próximo das mínimas do dia nesta sexta-feira, com vendas na reta final da sessão estimuladas pela continuidade de um movimento de realização de lucros na divisa norte-americana, que acumulou na semana o maior declínio em mais de dois meses.

A semana foi de expressivo ajuste técnico do dólar no mundo, o que conduziu uma correção também no Brasil, com o mercado discutindo o ritmo de prováveis altas de juros nos Estados Unidos. Os investidores estrangeiros, por exemplo, venderam na B3 nesta semana até a quinta-feira (último dado disponível) US$ 1,7 bilhão entre contratos de dólar futuro, cupom cambial e swap cambial tradicional.

O dado sugere que especuladores que operam na Bolsa Mercantil de Chicago podem ter dado sequência a um movimento de redução de apostas contra a moeda brasileira. Na virada do ano, esse grupo de agentes financeiros -que costuma operar com posições de maior risco e muitas vezes direcionais – fez a maior compra líquida de reais em cerca de um mês.

“De acordo com nossas previsões de retorno total para 2022, real, rublo russo e baht tailandês devem ser as três moedas com melhor desempenho em 2022”, disseram estrategistas do Bank of America em relatório, que veem essas moedas como “baratas”.

A estimativa do BofA para o fim do ano é de taxa de câmbio nominal de R$ 5,70 por dólar – alta de 2,27% para o dólar e queda de 2,22% para o real. Contudo, os retornos totais embutem ainda as taxas de juros a termo, que têm como referência o juro básico da economia (a Selic).

Destaques da B3

A ação da Petrobras (PETR4) subiu 3,73%, dando suporte ao Ibovespa. “Os ativos da Petrobras responderam à alta do petróleo no mercado internacional e à divulgação da produção em 2021. No ano passado, a produção de petróleo e gás da Petrobras somou 2,77 milhões de barris de óleo equivalente (boed) diários, acima da meta de 2,72 milhões, em razão da maior atuação em ativos em águas profundas e ultraprofundas”, comentou Alexsandro Nishimura, economista, head de conteúdo e sócio da BRA.

As ações da administradora de shoppings BR Mallls (BRML3) ficaram entre as altas do indicador nesta sexta-feira após a companhia rejeitar proposta de aquisição pela concorrente Aliansce Sonae, que operava em queda. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

O Dow fechou em baixa e foi fortemente afetado por ações financeiras, depois que investidores ficaram desapontados com os resultados dos grandes bancos dos EUA para o quarto trimestre, que causaram uma visão desanimadora sobre o início da temporada de resultados.

O índice S&P 500 fechou com ganho de 0,08%, a 4.662,85 pontos. O Dow Jones caiu 0,56%, a 35.911,81 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 0,59%, a 14.893,75 pontos.

Na semana, o S&P 500 caiu 0,3%, o Dow cedeu 0,9% e o Nasdaq perdeu 0,3%.

Europa

As ações europeias caíram nesta sexta-feira após comentários “hawkish” (mais duros contra a inflação) de autoridades de bancos centrais alimentarem preocupações sobre o impacto de uma política monetária mais apertada, enquanto a EDF, da França, despencou depois de intervenção do governo para reduzir os preços da eletricidade.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,28%, a 7.542,95 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,93%, a 15.883,24 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,81%, a 7.143,00 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,08%, a 27.543,96 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,12%, a 8.806,60 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,21%, a 5.636,79 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações da China fecharam em baixa nesta sexta-feira, com problemas no setor imobiliário continuando a pesar sobre o sentimento de investidores, enquanto os recentes surtos de Covid-19 no país aumentaram as preocupações sobre o efeito da pandemia na economia.

As exportações e importações da China cresceram mais lentamente em dezembro, mas as exportações ficaram um pouco acima das expectativas devido à contínua demanda global sólida.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,28%, a 28.124 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,19%, a 24.383 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,96%, a 3.521 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,82%, a 4.726 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,36%, a 2.921 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,18%, a 18.403 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,76%, a 3.281 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,08%, a 7.393 pontos.

Com informações da Reuters

Veja também

  • 2022 é realmente o ano da decolagem?
  • Mais negociadas, porém, descontadas: por que MELI34 segue ‘andando de lado’?
  • inflação vai dar trégua em 2022? Veja o que pensam 4 casas de análise
  • BDRS das big techs: é hora de vender? E ainda, Moura Dubeux sobe mais de 13%

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!