Siga nossas redes

Finanças

Moedas digitais de bancos centrais recebem apoio total do BIS

Segundo o órgão, elas são necessárias para garantir que as big techs não assumam o controle do dinheiro.

Publicado

em

por

Reuters
BIS
Torre do edifício sede do Banco de Compensações Internacionais (BIS) na Basileia, Suíça 18/03/2021 REUTERS/Arnd Wiegmann

O Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) anunciou seu total apoio ao desenvolvimento de moedas digitais de bancos centrais, dizendo que elas são necessárias para modernizar as finanças e garantir que as gigantes da tecnologia não assumam o controle do dinheiro.

Leia mais: Qual a diferença entre criptomoeda e moeda digital?
Moedas mais Desvalorizadas do 1° semestre: DÓLAR OU REAL?

Apelidado de banco central dos bancos centrais mundiais, o BIS, que está coordenando muitas das discussões sobre moedas digitais, apresentou recomendações nesta quarta-feira sobre como deve ser uma moeda digital de banco central (CBDC, na sigla em inglês).

Como parte de seu próximo relatório anual, o órgão estimou que pelo menos 56 bancos centrais e autoridades monetárias, representando cerca de um quinto da população mundial, estão considerando moedas digitais à medida que o comércio online muda.

“O trem saiu da estação”, disse Benoit Coeure, do BIS, referindo-se à mudança em direção às moedas digitais de bancos centrais e seu suporte. “Não é que nos deixamos levar, estamos apenas olhando em volta.”

Redução do dinheiro físico

O apoio vem num momento em que o uso de dinheiro físico cai globalmente e as autoridades procuram se defender da ameaça aos seus poderes de impressão de dinheiro, representada pelo bitcoin e pelas criptomoedas apoiadas por gigantes da tecnologia, como o diem, antiga Libra, do Facebook.

Sem CBDCs, o dinheiro digital se tornará cada vez mais dominado por grandes empresas de tecnologia, advertiu Coeure, pois elas alavancariam enormes bases de usuários de mídia social.

“Esse é um lugar onde você não quer estar, onde os governos não querem estar”, disse Coeure, descrevendo-o como uma perda de controle do dinheiro soberano.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Seja sócio das maiores empresas do Brasil com corretagem ZERO! Invista em Ações

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.