Siga nossas redes

Finanças

Como economizar dinheiro em 2022? Veja as melhores dicas

Saiba como economizar dinheiro mesmo tendo um orçamento limitado.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 11 minutos

Mulher negra, com camisa social, comemorando em meio a uma chuva de notas de dinheiro em um fundo amarelo
Fonte: Shutterstock / Pixel-Shot

Muitas pessoas desejam ter uma vida financeira mais organizada, sair das dívidas e alcançar suas metas. Para isso, economizar dinheiro é fundamental, mas nem sempre é fácil. Além do que, em um cenário de pandemia, com a taxa de desemprego batendo recorde e inflação disparada, este desafio se tornou ainda maior neste ano para muitos brasileiros.

Para muitos que conseguiram se manter empregados, o salário não permite grandes economias. Também falta educação financeira e as tentações para consumir só aumentam, especialmente com o crescimento das compras de forma online.

Porém, mesmo diante de dificuldades, sejam financeiras ou psicológicas, é possível economizar dinheiro. O InvestNews conversou com a planejadora financeira Beatriz Teixeira, do Grupo H, e Larissa Brioso, educadora financeira da Mobills, que mostraram como juntar dinheiro. Confira:

Como economizar dinheiro todo mês?

Para conseguir economizar e juntar dinheiro rápido é importante ter bem definidos quais são todos os seus gastos e receitas. A partir daí, é válido observar onde estão acontecendo gastos supérfluos ou mal feitos.

Afinal, economizar trata-se de fazer melhores escolhas dentro das condições financeiras que a pessoa tem.

Com estes pontos definidos, um outro passo que pode colaborar neste processo é verificar desperdícios e descartes. Se está tendo desperdício, a dica é evitar comprar em excesso. E aí entra de tudo, desde alimentos que não estão sendo consumidos conforme a quantidade comprada até mesmo a energia consumida dentro casa, por exemplo.


Vale a pena ficar de olho também nos gastos impulsivos e desnecessários, como acaba acontecendo muitas vezes com compras online. É importante não se deixar levar por influências e fazer a seguinte pergunta: eu realmente estou precisando? Caso a resposta seja sim, faça pesquisas e busque os melhores preços daquilo que necessita comprar.

Outra dica interessante é, de tempos em tempos, fazer uma reorganização das coisas que se tem em casa, seja desde um armário com produtos comprados em supermercado até o próprio guarda-roupas. Com isso, é possível verificar itens que, às vezes, a pessoa nem lembra que comprou ou tem em casa e adquire um novo sem estar precisando.

Um bom planejamento financeiro também pode colaborar para que você consiga poupar dinheiro. Se bem feito, a partir dele é possível verificar para onde está indo o dinheiro que se recebe, possíveis gargalos e onde é possível economizar.

É importante também trazer a educação financeira para a sua rotina. Afinal, quando uma pessoa está organizada financeiramente, muitos problemas são minimizados e o gasto de dinheiro é evitado.

Como economizar dinheiro ganhando pouco?

Além das dicas de como economizar dinheiro, para quem tem um orçamento mais limitado e não consegue fazer uma economia maior, os gastos necessitam estar relacionados às melhores escolhas.

Faça uma análise de todas as despesas que possui para descobrir em qual categoria precisa focar suas estratégias de economia. Por exemplo, compra em supermercado: os preços podem variar de um para outro, então é importante pesquisar e comprar onde os preços são mais baratos.

Se mesmo fazendo pesquisas a economia de dinheiro não se torna suficiente, uma boa alternativa é buscar uma fonte de renda extra. Para isso, se autoconhecer e descobrir habilidades, dons, talentos, gostos que podem ser ensinados ou até se tornar um ramo no empreendedorismo podem ser os primeiros passos para ganhar mais dinheiro e evitar comprometer toda a renda mensal que possui.

8 dicas de como economizar dinheiro na prática

Juntar dinheiro é um grande desafio para muitos, porém, existem algumas dicas que podem contribuir neste processo. Confira:

1. Planilha de gastos

É essencial que a pessoa conheça como está a sua situação financeira e, para isso, organização é fundamental. Neste sentido, as planilhas de gastos podem ser uma grande aliada, pois, quando se faz um controle das finanças pessoais, se torna mais fácil poupar dinheiro.

A planilha funciona como um grande monitor dos gastos. Com ela, é possível ter bem claro o quanto se ganha, o quanto se gasta e de quanto podem ser suas despesas, facilitando para que a pessoa não fique com as contas no negativo. Trata-se de uma importante ferramenta para o controle financeiro pessoal.

2. Cortar despesas desnecessárias

Em alguns casos, compramos coisas que não precisamos – muitas vezes, as despesas desnecessárias acontecem por impulso, por influência, promoções e até mesmo por falta de atenção e o hábito de manter determinados gastos que podem ser reduzidos.

Cortar gastos desnecessários é fundamental para ajudar no processo de como economizar dinheiro. Um bom passo que pode contribuir neste processo é ter um planejamento financeiro, uma planilha de gastos em mãos. Eles vão permitir analisar onde a pessoa está gastando mais e onde é possível fazer corte de despesas desnecessárias.
Mais uma vez vale a dica de sempre se perguntar: eu estou precisando disso? Respondendo a essa pergunta e tendo atenção e consciência de para onde está indo o dinheiro que se recebe, é mais um passo que permite economizar dinheiro.

3. Crie uma meta de como guardar dinheiro

Ter metas é tão fundamental assim como ter planejamento. Guardar dinheiro nem sempre é uma tarefa fácil se não há algum estímulo. Para isso, um primeiro passo é saber quais são os objetivos e sonhos que se tem.

A sugestão é colocar “nome no dinheiro”, ou seja, criando metas para ele, para evitar gastos desnecessários. Isso minimiza a chance de gastar o dinheiro que já tem um objetivo específico.

Por exemplo: a pessoa deseja fazer uma economia para o filho. Então, todo mês, ela vai destinar um valor para essa economia e não gastará facilmente, já que ele já tem determinado objetivo. Essa disciplina permite evitar gastos desnecessários.

E como fazer isto? Com um valor definido para cada meta, ele deve ser descontado do total das receitas para então a pessoa se organizar com as demais despesas com o valor restante. Assim, ao receber o salário, a pessoa já destina o valor para seus objetivos e fica muito mais claro o quanto ela deve poupar, sendo assim uma boa forma de conseguir guardar dinheiro.

Outra dica que colabora neste processo, caso a pessoa não tenha metas muito bem definidas, é destinar parte de sua renda para começar a investir. E aí os investimentos para iniciantes podem ser um aliado no primeiro passo deste processo.

4. Cuidado com o cartão de crédito

Cuidado com o cartão de crédito: o uso precisa ser avaliado com muito cuidado. Afinal, ele pode passar de mocinho a vilão nas nossas vidas financeiras.

Caso a pessoa tenha um consumo exagerado no cartão, é recomendável evitar o uso dele. Afinal, o cartão posterga a dívida para o mês seguinte e a pessoa precisa ter um controle desse dinheiro disponível para conseguir pagar sua fatura.

Além disso, o cartão de crédito não pode ser usado como fonte de renda, ou seja, a pessoa acaba levando em conta o limite do cartão que possui como se fosse uma extensão da sua renda mensal.  Aí mora um grande perigo, pois corre o risco de a pessoa não ter dinheiro para fazer o pagamento da sua fatura, já que acabou consumindo mais do que ganha, entrando no crédito rotativo e com juros altos.

Por outro lado, para uma pessoa organizada com as finanças, o cartão pode ser um aliado. Em casos de compra à vista e parcelada tendo o mesmo valor, por exemplo, é possível a pessoa fazer o pagamento de forma parcelada no cartão e buscar tipos de investimentos para o montante restante e ter uma rentabilidade enquanto não vencem as demais parcelas. Lembrando sempre de fazer essa estratégia de forma muito bem organizada e dentro da capacidade financeira que se tem.

5. Troque juros altos por juros mais baixos

Caso a pessoa tenha dívidas com juros altos ou tenha fugido do controle, é recomendável pagar sempre elas primeiro. Para isso, é válido trocar as dívidas caras por mais baratas. Ou seja, uma alternativa é pegar um empréstimo com taxa menor do que já se deve, quitar a dívida maior e seguir pagando o empréstimo com juros menores.

Para isso, é importante ter um planejamento financeiro e encaixar o valor da parcela no orçamento para que essa troca não saia do controle e se torne mais uma dívida.

6. Quite suas dívidas antigas

Quanto mais tempo passa, os juros de uma dívida pendente podem torná-la maior. Por isso, é recomendável o pagamento daquelas dívidas mais antigas, que tenham uma taxa de juros maior e ir quitando ela aos poucos e não todas as dívidas de uma vez para não fugir do controle.

Para isso, ao fazer uma análise do orçamento e cortar os gastos desnecessários ali verificados, é importante pegar a sobra desse orçamento para quitar dívidas que tenham ficado para trás.

Outra dica é verificar uma possibilidade de renegociação para conseguir desconto no pagamento e quitação dela o quanto antes.

7. Evite comer fora ou pedir delivery

Nada mais fácil, rápido, prático e prazeroso do que comer aquele prato preferido ou frequentar o restaurante que se gosta. Porém, a facilidade de comer fora ou pedir comida em casa é uma aliada na rotina, mas pode se tornar um perigo para o bolso e o orçamento no final do mês.

Afinal, gastos diários considerados pequenos acabam se tornando menos perceptíveis, mas um susto e até um prejuízo para o orçamento no acumulado do final do mês. Por isso, as despesas que são diárias devem ser feitas com muita consciência, cuidado e planejamento, em especial as com alimentação.

8. Use cupons de descontos

Os cupons de desconto se tornaram uma febre e uma importante ferramenta a favor das pessoas que desejam economizar. Afinal, com eles, muitas vezes é possível comprar produtos e serviços com preços mais em conta.
Porém, é preciso ter cuidado também com descontos. É importante pesquisar se realmente trata-se de um desconto que vale a pena. Outro fator a se analisar é se a pessoa realmente precisa do produto ou se foi influenciada pela promoção, o que pode acabar gerando um gasto desproporcional ao orçamento, mesmo que descontado.

Por isso, é válido ter atenção para não comprar algo só porque está com desconto e não usar isso como motivador para uma compra.

9. Pesquise muito antes de comprar algo

Essa é a regra principal para quem quer economizar dinheiro – afinal, os preços variam muito. Por isso, sempre é importante pesquisar em mais de um local o produto ou serviço que deseja, fazer comparativos e usar ferramentas para ativar alertas de preços para conseguir comprar mais barato.

Além disso, é preciso ter atenção com a possibilidade de fraudes, como em caso de compra online. Nestas situações, vale ficar de olho se os sites que oferecem bons preços são confiáveis.

Outra dica são duas perguntas que os consumidores devem sempre se fazer: “estou precisando?” e “posso esperar?”. Promoções sempre podem aparecer mais para frente ou até mesmo em épocas já conhecidas, como a Black Friday.

Agora que você aprendeu como economizar dinheiro, acompanhe o InvestNews no Youtube para conferir mais dicas como essa.

Leia também:

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu