Siga nossas redes

Finanças

Vale encerra com forte queda; Alliar diminui alta; Assaí e Carrefour sobem 4%

As ações da mineradora chegaram a bater os R$ 97,30 na mínima do dia, queda de 5,9%.

Publicado

em

Vale
Logo da Vale em entrada de instalação da empresa 29/01/2019 REUTERS/Adriano Machado

O Ibovespa virou e encerrou com valorização nesta quinta-feira (19) em meio ao declínio de commodities como o petróleo e o minério de ferro, além de preocupações com uma eventual redução de estímulos monetários pelos EUA.

A mineradora Vale impactou na performance do índice ao fechar o pregão com forte recuo. Na outra ponta, Assaí e Carrefour registraram valorização superior a 4%. Fora do Ibovespa, as ações da Alliar, que chegaram saltar 15%, para a máxima desde março do ano passado, em meio a uma potencial disputa pela empresa de diagnósticos, desaceleraram, mas encerraram com ganhos. A Sinqia, provedora de tecnologia para o sistema financeiro, que operava em queda após anunciar contrato com a empresa espanhola TechRules, virou para alta. A empresa de gestão ambiental Ambipar, que de manhã tinha leve valorização, ampliou os ganhos. Veja os destaques abaixo:

Vale

A mineradora Vale (VALE3) caiu 5,71%, negociada a R$ 97,51, após bater os R$ 97,30 na mínima do dia, queda de 5,9%. A empresa repercute o recuo de mais de 4% dos contratos futuros do minério de ferro negociados na China, pressionados por um aumento nos estoques em portos e por restrições à produção de aço.  Além disso, o juiz da 2ª Vara Empresarial da Comarca de Belo Horizonte (MG) indeferiu solicitação do Ministério Público de arresto de bens das mineradora e da BHP Group (B1BL34) no valor dos créditos listados pela sua joint venture Samarco no pedido de recuperação judicial, de R$ 50,7 bilhões, segundo documento judicial visto pela Reuters.

A mineradora também informou nesta quinta que assinou um memorando de entendimento com a siderúrgica Ternium (TXSA34) para o desenvolvimento de soluções de siderurgia focadas na redução de emissões de gás carbônico.

Alliar

As ações da Alliar (AALR3) que chegaram a saltar 15%, para a máxima desde março do ano passado, encerraram com ganhos de 5,92%, negociadas a R$ 13,06. De acordo com reportagem publicada pelo blog Brazil Journal nesta tarde, citando fontes, fundos de investimentos ligados ao empresário Nelson Tanure compraram cerca de 30% da Alliar. A notícia veio após uma oferta da Rede D’Or para comprar a companhia por até R$ 1,36 bilhão, oferecendo pagar R$ 11,50 reais por cada uma das 118.292.816 ações da empresa.

Petrobras

 A  Petrobras (PETR4) fechou em queda de 0,19%, cotada a R$ 26,75, na esteira da queda dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent mostrava um declínio de 2,3%.

Weg

A WEG (WEGE3) teve ganhos de 4,79%, para R$ 35,19, em sessão de recuperação, após recuar mais de 3% na véspera.

Assaí

O Assaí (ASAI3) avançou 4,92%, para R$17,48, tendo de pano de fundo relatório da XP Investimentos reiterando recomendação de ‘compra’, com preço-alvo de R$ 24 reais, após ‘live’ com o CEO da companhia, Belmiro Gomes. Entre as principais mensagens, os analistas citaram que os resultados permanecem sólidos. No setor, Carrefour no Brasil (CRFB3) também subiu 4,31%, para R$ 18,88.

Sinqia

A Sinqia (SQIA3) que caía durante o pregão, virou e fechou em alta de 1,57%, para R$ 23,33. A provedora de tecnologia para o sistema financeiro comunicou nesta quinta que assinou um contrato com a TechRules, empresa que fornece software para gerenciamento de patrimônio para entidades financeiras. O objetivo é reforçar serviços destinados à alta renda.

Dexco

Quem também reverteu a queda foi a Dexco (DXCO3) que finalizou o dia com alta de 0,63%, para R$ 20,76. A partir do pregão desta quinta-feira, a antiga Duratex, mudou também o seu ticker na bolsa para DXCO3.

Ambipar

A Ambipar (AMBP3) ampliou a valorização do início do pregão e encerrou com ganhos de 4,19%, cotada em R$ 54,70. A companhia divulgou na véspera fato relevante informando o pedido de registro da oferta pública inicial (IPO) de distribuição primária de ações ordinárias da sua subsidiária, a Environmental ESG.

*(Com informações da Reuters)

Veja também

Ganhe dinheiro com as variações cambiais enquanto seu patrimônio fica protegido. Invista em Dólar!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!