Siga nossas redes

Finanças

Viveo fecha em alta de 9,44% em dia de estreia; M. Dias Branco reverte queda

Empresa aprovou o preço por ação de sua oferta inicial em R$ 19,92.

Publicado

em

Cauê Diniz/B3

O Ibovespa fechou a segunda-feira (9) com valorização em mais uma semana movimentada de balanços corporativos.

As ações de empresas de proteínas e de bancos encerraram com altas, enquanto Petrobras e Vale caíram impactadas pela queda dos preços do petróleo e do minério de ferro.

Quem reverteu a desvalorização registrada mais cedo foi a M. Dias Branco que reportou balanço na sexta-feira. A Viveo, que estreou nesta segunda na B3, terminou o pregão com forte alta. Veja os principais destaques abaixo:

M. Dias Branco

A fabricante de massas e biscoitos M. Dias Branco (MDIA3) reverteu a queda e fechou a segunda-feira com ganhos de 1,11%, com as ações cotadas a R$ 33,72.

A empresa teve lucro líquido de R$ 142,3 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 6,6% ante o mesmo intervalo do ano passado.

A receita líquida da empresa somou R$ 1,978 bilhões no período, uma alta de 5% em relação ao mesmo período do ano passado, impulsionada pelo aumento do preço médio de 24,6%, o que compensou a retração dos volumes em 16%.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado de R$ 154 milhões da M. Dias superou em 10% as previsões do banco do BTG Pactual, mas caiu 29% em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

Em relatório, o banco de investimento elevou a projeção do Ebitda de 2021 em 4%, para R$ 715 milhões, refletindo os resultados do segundo trimestre. Por outro lado, as previsões do BTG para o ano de 2022 foram reduzidas devido à “pressão persistente na margem bruta”.

Estreia

A semana também começou com estreia da Viveo (VVEO3), plataforma de soluções para a cadeia de saúde. A companhia chegou a ser cotada a R$ 22,50 no início do pregão – uma valorização de 12,9% -, mas encerrou com alta de 9,44%, negociada a R$ 21,80.

Na quinta-feira, a companhia aprovou o preço por ação de sua oferta inicial de ações em R$ 19,92.

Na oferta primária, a companhia emitiu 35.140.562 novas ações e na secundária 59.085.356 papéis de titularidade dos fundos Genoma VI e Genoma I, de Carlos Alberto Mafra Terra e de Consolação Goulart Terra. A companhia arrecadou um total de R$1,87 bilhões.

Em comunicado, a companhia informou que os recursos líquidos da oferta primária serão usados para a expansão orgânica e inorgânica da companhia.

A oferta foi coordenada por J.P. Morgan; Itaú BBA; BTG Pactual; UBS Brasil; Bank of America (BofA); Banco Bradesco BBI e Banco Safra.

Outros destaques

Minerva Foods (BEEF3) subiu 4% antes do balanço financeiro do segundo trimestre, previsto para após o fechamento do mercado, com o setor de proteínas como um todo na ponta positiva. Marfrig (MRFG3) avançou 3,66%; JBS (JBSS3) subiu1,07% e BRF (BRFS3) ganhou 1,31%.

–  Vale (VALE3) caiu 0,63%. Os contratos futuros do minério de ferro negociados em Dalian e Cingapura despencaram nesta segunda-feira, ampliando as perdas da semana passada, pressionados por perspectivas de aumento de oferta e enfraquecimento da demanda chinesa.

Petrobras (PETR4)  recuou 0,70%, na esteira da forte queda dos preços do petróleo no mercado externo, refletindo a alta do dólar e preocupações de que novas restrições relacionadas ao coronavírus na Ásia, especialmente na China, desacelerem a recuperação global na demanda por combustível.

Itaú Unibanco (ITUB4) caiu 1,17% e Bradesco (BBDC4) recuou 0,04%.

Iguatemi (IGTA3) subiu 0,86%, com balanço do segundo trimestre agendado para o final do dia, em sessão positiva para outras empresas de shopping centers também. Multiplan (MULT3) avançou 1,55% e BRMalls (BRML3) ganhou 0,39%.

*(Com informações da Reuters)

Veja também

Garanta o futuro tranquilo que você merece. Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!