Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: EUA criticam Brasil e Rússia; lucro do BC; autoteste de covid

O governo norte-americano criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro durante visita à Rússia, realizada esta semana, e a declaração de solidariedade àquele país.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 9 minutos

EUA criticam solidariedade de Bolsonaro à Rússia e acusa país de enfraquecer esforços diplomáticos
16/02/2022 Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via REUTERS

1 – EUA criticam solidariedade de Bolsonaro à Rússia e acusa país de enfraquecer esforços diplomáticos

O governo norte-americano criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro durante visita à Rússia, realizada esta semana, e a declaração de solidariedade àquele país, em meio às tensões com a possibilidade de uma invasão russa na Ucrânia.

Em uma declaração, o Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou que foi criada uma “falsa narrativa” de que a atuação diplomática norte-americana sobre o Brasil na questão envolveria pedir ao país que escolhesse entre os EUA e a Rússia.

“Esse não é o caso. Essa é uma questão de o Brasil, como um país importante, parecer ignorar uma agressão armada de uma grande potência contra um país vizinho menor, uma postura inconsistente com a ênfase histórica do Brasil na paz e na diplomacia”, diz a declaração.

Na quarta-feira, durante a visita de Estado à Rússia, em uma declaração inicial ao lado do presidente russo, Vladimir Putin, Bolsonaro afirmou que era “solidário à Rússia”, sem esclarecer sobre o que estaria falando.

Mais tarde, na declaração conjunta, de novo ao lado de Putin, elaborou:

“Somos solidários a todos aqueles países que querem e se empenham pela paz. Temos uma colaboração intensa (com a Rússia) nos principais foros internacionais como o Brics, o G20 e as Nações Unidas, onde defendemos a soberania dos Estados, o respeito ao direito internacional e a Carta das Nações Unidas.”

A declaração norte-americana faz críticas diretamente à fala de Bolsonaro.

“O timing do presidente do Brasil para expressar solidariedade à Rússia, conforme as forças russas estão se preparando para lançar ataques a cidades ucranianas, não podia ser pior. Isso enfraquece a diplomacia internacional, direcionada a evitar um desastre estratégico e humanitário, assim como os próprios apelos brasileiros para uma solução pacífica para a crise”, aponta.

Bolsonaro havia sido orientado a não tratar da possibilidade de uma guerra entre Rússia e Ucrânia e ele mesmo havia dito que não tocaria no assunto se Putin não o fizesse, o que acabou acontecendo não apenas na conversa entre os presidentes, mas no encontro entre os chanceleres Carlos França e Sergei Lavrov.

Na sua declaração, França afirmou que foram tratadas questões regionais, mas não elaborou, enquanto Lavrov elencou uma série de queixas contra os Estados Unidos e a União Europeia que teria falado aos brasileiros durante a reunião.

Ainda depois, em uma entrevista à imprensa brasileira, Bolsonaro confirmou que o assunto foi tema da conversa com Putin.

“Falei ao presidente Putin que o Brasil apoia qualquer país que busque a paz. E essa é a intenção dele”, contou.

Nesta quinta-feira, já em Budapeste, não resistiu a falar novamente no tema. Dessa vez ao lado de Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria, Bolsonaro disse que passou aos húngaros “suas impressões” sobre a situação na Rússia e que considerava que a alegada retirada de tropas russas da fronteira com a Ucrânia seria “um gesto” de Putin.

“A guerra não interessa a ninguém”, disse Bolsonaro em declaração conjunta ao lado de Orbán em Budapeste.

Tanto os norte-americanos quanto europeus alegam que não houve retirada de tropas, mas apenas uma movimentação interna. Já a Rússia disse que a desmobilização de exercícios militares leva tempo.

Procurados, Itamaraty e Palácio do Planalto não responderam de imediato a pedido da Reuters de comentário sobre as declarações norte-americanas.

2 – Energisa compra Gemini Energy em acordo de R$ 822,6 mi e assunção de dívida

A Energisa (ENGI11) fechou acordo para a compra de 100% da Gemini Energy, por R$ 822,6 milhões, considerando ainda a assunção de dívida de R$ 1,7 bilhão, informou a companhia em fato relevante ao mercado nesta quinta-feira (17).

No acordo, a Energisa prevê adquirir a totalidade das 2.330.105.717 ações da Gemini, pagando R$ 0,353037 por ação, além de assumir o endividamento.

A Gemini é detentora de 85,04% e 83,33%, respectivamente, de duas concessionárias operacionais de transmissão na região Norte que interligam importantes sistemas de geração como Tucuruí e Xingu a centros de consumo do Pará e Amapá.

A companhia também detém 100% de uma concessionária operacional de transmissão na região Sudeste que faz a ligação entre os Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de outros ativos.

O valor da transação por ação estará sujeito a ajustes até o fechamento, que também depende do cumprimento de condições, como aprovações na agência reguladora Aneel e do órgão antitruste Cade.

A Energisa destacou que a aquisição está em linha com a sua estratégia de buscar sinergias operacionais com ativos de transmissão e diversificação das atividades de distribuição.

3 – BC tem lucro de R$ 85,9 bi em 2021 e vai repassar R$ 71,7 bi ao Tesouro

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, nesta quinta-feira (17), o resultado do Banco Central em 2021. De acordo com o BC, o resultado nesse período foi positivo em R$ 85,9 bilhões.

Segundo a nota, o resultado positivo com reservas e operações cambiais, no valor de R$ 14,2 bilhões, foi destinado à constituição de reserva de resultados no Patrimônio Líquido do BC.

O resultado com as demais operações, no valor de R$ 71,7 bilhões, será transferido ao Tesouro Nacional até 7 de março de 2022.

A chefe-adjunta do Departamento de Contabilidade, Orçamento e Execução Financeira (Deafi) do Banco Central, Marisa Minzoni, disse que a transferência de R$ 71,7 bilhões ao Tesouro Nacional deve ser usada para o pagamento de juros e abatimento de dívida.

Minzoni ressaltou que, por lei, o resultado operacional da autoridade monetária é transferido para o caixa do Tesouro. Já o lucro com reservas e operações cambiais são destinadas à reserva de resultados do patrimônio líquido do BC.

A transferência do lucro do BC para o Tesouro no início do ano já era prevista. Em 2020, o CMN aprovou uma transferência excepcional, de R$ 325 bilhões, a pedido do Ministério da Economia, em meio às turbulências geradas pela pandemia do coronavírus.

De acordo com Marisa Minzoni, os repasses dos recursos agora são anuais e transferidos automaticamente. Não foram feitas transferências excepcionais em 2021.

4 – Produção de petróleo e gás da Petrobras sobe 6% em janeiro, diz ANP

A produção da Petrobras (PETR3, PETR4) em janeiro teve alta de 6% contra dezembro, atingindo 2,8 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A produção de petróleo avançou 6,8%, para 2,2 milhões de barris por dia (bpd) e a de gás natural subiu 5,2%, para 101,9 milhões de metros cúbicos.

No total, o Brasil registrou em janeiro deste ano produção de petróleo e gás natural de 3,9 milhões de boed, 6% acima de dezembro do ano passado, com alta de 6,8% na produção de petróleo, que ultrapassou os 3 milhões de bpb (3,031 milhões de bpd), e 136,9 milhões de metros cúbicos de gás natural, alta de 3,5% contra o mês anterior.

O pré-sal correspondeu a 74,81% do total, ou 2,9 milhões de boed. Em relação ao mês anterior, o volume da região foi 7,49% maior do que em dezembro e 10,75% superior há um ano.

5 – Anvisa aprova primeira marca de autoteste do Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira (17) a primeira marca de testes aplicados por leigos, os chamados “autotestes”, do Brasil. O produto foi nomeado de “Novel Coronavírus Autoteste Antígeno”, fabricado pela empresa CPMH Comércio e Indústria de Produtos Médicos-Hospitalares e Odontológicos.

O exame funcionará com coleta por meio de bastão (swab) a ser inserido no nariz. O resultado deve sair em 15 minutos. A aprovação pela Anvisa foi feita com um conjunto de recomendações, disponíveis para acesso no site do órgão.

O teste deve ser realizado entre o 1º e 7º dia do início do sintoma, ou 5 dias depois de contato com uma pessoa infectada com o novo coronavírus. O exame não é válido como diagnóstico, como documento para viagens ou para licença do trabalho.

A cartilha de orientações da Anvisa também traz informações ilustradas sobre como aplicar o teste e como interpretar seus resultados. Como exigido pela agência, a CPMH disponibilizou um canal de atendimento ao cliente para dúvidas e esclarecimentos (por meio do telefone 0800 940 8883).

Autotestes

Segundo a Anvisa, os autotestes são um procedimento “orientativo”. Eles indicam que alguém pode estar infectado com o novo coronavírus. Contudo, o diagnóstico efetivo só pode ser realizado por um profissional de saúde.

A Anvisa explica que o autoteste de covid-19 deve ser usado como triagem, para permitir o auto isolamento precoce e, assim, quebrar a cadeia de transmissão do vírus o mais rápido possível, “mas o diagnóstico depende de confirmação em um serviço de saúde”, alerta a publicação da agência sobre o tema.

Com informações da Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Veja também

Garanta o futuro tranquilo que você merece. Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu