Siga nossas redes

Geral

Ficou Sabendo? Setor aéreo pode perder US$ 200 bi; recorde da Tesla e Inglaterra

Apenas em 2021, as perdas das companhias aéreas devem chegar a US$ 51,8 bilhões.

Publicado

em

por

InvestNews
Aeronaves da Gol, da TAM e da Azul, em aeroporto no Rio de Janeiro. 12/1/2017. REUTERS/Nacho Doce

Tesla bate recorde de vendas no 3º trimestre

Em tempos de falta de semicondutores, a Tesla (TSLA34) bateu um novo recorde de venda dos seus carros elétricos.

A montadora de Elon Musk registrou um crescimento de 72% nas negociações de seus elétricos. Ao menos 241.300 unidades foram comercializadas entre julho e setembro deste ano.

Setor aéreo eleva estimativa de perdas com a pandemia para US$ 200 bi

Mesmo com a volta parcial das atividades, o prejuízo líquido das companhias aéreas deve atingir US$ 51,8 bilhões em 2021, estima a Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata), acima dos US$ 47,7 bilhões de perdas projetados pela entidade em abril. Isso quer dizer que, ao fim de três anos no vermelho por causa da pandemia de covid-19, o setor poderá perder globalmente US$ 200 bilhões.

Isso ocorrerá, segundo a entidade, porque as perdas de 2020 também subiram, passando de US$ 126,4 bilhões para US$ 137,7 bilhões. Para 2022, as perdas devem se reduzir, mas ainda ocorrer: US$ 11,6 bilhões.

“A magnitude da crise da covid-19 para o setor de aviação é enorme. Já passamos do ponto mais profundo da crise. Embora problemas sérios permaneçam, o caminho para a recuperação está aparecendo”, disse o diretor geral da Iata, Willie Walsh, em comunicado.

Em 2021, a demanda deve ficar em 40% dos níveis de 2019, aumentando para 61% em 2022. O número total de passageiros deve chegar a 2,3 bilhões neste ano, passando para 3,4 bilhões em 2022, mas ainda abaixo dos 4,5 bilhões de viajantes de 2019.

De acordo com Walsh, o mercado doméstico já voltou aos níveis de 2019 no mundo, mas o internacional continuará em baixa. “A retomada não será consistente no mundo. Será mais rentável na América do Norte, por exemplo, mas o ritmo dessa recuperação continua sendo ditado pelos governos e não pelos vírus”, disse, durante reunião anual da Iata.

Inglaterra tira brasileiros de quarentena obrigatória

Quer ir para a Inglaterra? Viajantes totalmente vacinados do Brasil e de outros países incluindo África do Sul, México e Indonésia não terão mais que ficar em quarentena em hotéis designados pelo governo do Reino Unido.

Segundo o The Sunday Telegraph, o país vai flexibilizar a entrada de ao menos 45 nacionalidades. A mudança  deve provocar um boom no setor de turismo.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Veja também

  • Ação da Méliuz saltou mais de 300% desde IPO e deve subir mais, dizem analistas
  • De Bombril a rede de cinemas: as empresas que ‘reinam’ sozinhas na B3
  • ETF de techs brasileiras estreia na B3 nesta segunda-feira
  • O que esperar da renda fixa em outubro?

Invista nas maiores empresas do mundo sem sair de casa e sem pagar taxa de corretagem! Invista em BDR

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!