Siga nossas redes

Cafeína

Ações preferenciais, ordinárias e units: qual a diferença?

Veja neste Cafeína todas as particularidades dos diferentes tipos de ações negociadas em bolsa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

É comum que os novos investidores se questionem sobre o motivo de uma mesma ação ser negociada com diferentes códigos na bolsa de valores. O Santander Brasil, por exemplo, tem ações negociadas tanto por SANB3, como SANB4 ou ainda SANB11. Logo, o que muda para o investidor ao escolher uma ação de final 3 e não 4?

Ações preferencias (PN): dividendos

As ações preferenciais – representadas pela sigla PN de ‘preferenciais nominativas’ cujo final é o número 4 após o código da companhia listada em bolsa – são aquelas que priorizam o pagamento de dividendos para quem investe nelas. O que significa que o investidor de uma ação terminada com o número 4 tem a preferência em receber um percentual maior do que o distribuído aos acionistas que investem nas ações ordinárias – de final 3. Exemplo: SANB3 e SANB4.

Ações ordinárias (ON): direito a voto

Por outro lado, as ações preferenciais não dão o direito a voto nas assembleias de acionistas das respectivas companhias listadas em bolsa, o oposto do que acontece com as ações ordinárias – identificadas com a sigla ON e com final 3 após o ticker. No entanto, esse ponto é crucial para aqueles investidores que venha a deter uma quantidade relevante de ações na referida empresa. Isso porque a participação do acionista nas assembleias será proporcional ao volume de ações compradas por ele.

No entanto, esse tipo de papel dá a garantia de proteção aos sócios minoritários em casos de mudança na composição societária – um direito conhecido como ‘tag along’ (que em tradução livre significa ‘direito de ir junto’). Caso uma empresa mude o seu controlador, os sócios que têm ações ordinárias podem vender suas ações para o novo administrador, garantindo ao menos 80% do valor de mercado. Logo, o novo controlador deverá oferecer no mínimo 80% do valor dos papeis para todos os acionistas minoritários com direito a voto, ou seja, aqueles que investem nas ações ordinárias (ON).

Units: mix ON e PN

Neste caso, a empresa listada oferece aos acionistas um mix entre as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN). “É como se as units fossem um pacote que inclui ações ON e PN”, diz Murilo Breder, analista do Nu Invest. O que significa que se uma empresa diz, por exemplo, que vai distribuir dividendos de um real para quem tem ações ordinárias e de dois reais para quem tem ação preferencial, o investidor que tiver uma unit vai receber ao todo três reais em dividendos.

Segundo Breder, normalmente as units são criadas para gerar liquidez a uma ação. Um exemplo é quando há dois ativos  – um ordinário e um preferencial –  mas que os investidores estão distribuídos entre os dois e nenhum deles têm uma liquidez significativa. Logo, cria-se uma unit (uma combinação de ordinária com preferencial). “Mas daí todo o mercado migra para essa unit. É o caso de Taesa e de Alupar, já que ninguém negocia TAEE3, TAEE4, ALUP3 ou ALUP4, mas sim, negocia-se as units: ALUP11  e TAEE11”. Logo, este é um mecanismo para aumentar a liquidez dos papeis, aponta o analista.

Veja neste Cafeína todas as particularidades dos diferentes tipos de ações negociadas em bolsa e como escolher.

Veja também:

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Compre Ações em apenas 3 cliques e aproveite taxa ZERO de corretagem! Invista já

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu