Siga nossas redes

Claudia Kodja

A inflação, suas causas e curas

Entenda como funciona o aumento dos preços de produtos e serviços em uma economia.

Claudia Kodja

A inflação é a causa de longos períodos de instabilidade econômica nos países. Ela representa o quanto mais caro um conjunto de bens e serviços se tornou em um determinado período.

Quais são as causas da inflação

A inflação está normalmente relacionada a um desequilíbrio entre oferta e demanda.

Existe a inflação puxada pela demanda, quando a procura por bens e serviços aumenta mais rapidamente do que a capacidade produtiva de uma economia – aumentos salariais acima dos ganhos de produtividade, redução de impostos sobre o consumo, taxa de juros baixa, facilidade de acesso ao crédito.

Existe a inflação causada pelo aumento de custo, quando os preços dos insumos do processo de produção aumentam – como elevação do preço da matéria-prima, dos salários, da energia, desastres naturais.

Exemplo de inflação por desequilíbrio entre oferta e demanda: aumento do preço do boi bateu recordes em 2021, em média 25%, refletindo uma baixa oferta de animais prontos para o abate e aumento de 13% do preço do ovo no mesmo ano, refletindo o aumento da demanda como proteína alternativa a carne.  

Exemplo de inflação pelo aumento do custo: as empresas que dependem de transporte para distribuir seus produtos irão cobrar mais caro devido a alta do combustível.

Como a inflação é controlada

O conjunto certo de políticas desinflacionárias, aquelas destinadas a reduzir a inflação, depende das causas da inflação.

Se a inflação é causada pelo excesso de demanda e a economia superaqueceu devido aos bancos centrais – podem implementar políticas que se limitam a demanda aumentando as taxas de juros e diminuição do volume de moeda em circulação.

Quando a inflação é impulsionada por problemas de oferta e globais, a solução se torna mais complexa, pois tais políticas podem não ajudar. Em alguns casos, o governo pode interferir e definir os preços diretamente, mas a experiência não recomenda.

Exemplos: 2020, inflação 4,52% e juros de 2,00% ano. 2021, inflação de 10,06% e juros de 9,25% ao ano.

Como a inflação é medida?

As agências realizam pesquisas domiciliares para identificar uma cesta de itens comumente comprados e rastrear o custo de compra dessa cesta ao longo do tempo. A variação do preço da cesta de itens, normalmente comprada pelo consumidor médio, em um determinado período é a inflação de preços ao consumidor.

Essa cesta é mantida constante ao longo do tempo para que as comparações sejam consistentes, mas é ajustada ocasionalmente para refletir a mudança nos padrões de consumo – por exemplo, para incluir produtos de tecnologia e para substituir itens que não são mais comprados amplamente.

Muitas vezes questionamos os indicadores de inflação publicados, como se os mesmos não refletissem as variações de preços que observamos no dia a dia. É importante verificar que diferentes cestas de produtos e serviços levam a diferentes medidas de inflação, por exemplo, em 2021, o IPCA foi de 10,06% – IPA de 20,6%, – INCC de 13,84% – IGP de 17,79%.

*Claudia Kodja, mentora da Liga dos Empreendedores da FGV, membro da Copenhagen Institute for Futures Studies e gestora executiva da Kodja Escola de Negócios.

As informações desta coluna são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. 

Veja também

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.