Siga nossas redes

Finanças

Bolsa de Moscou despenca mais de 30%; rublo cai a menor nível da história

Tropas russas invadiram a Ucrânia nesta quinta-feira (24) e derrubaram mercados globais.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

gráfico do mercado financeiro
Foto: Antonpetrus

O banco central da Rússia anunciou nesta quinta-feira (24) que vai iniciar uma intervenção no mercado de câmbio, após o rublo atingir uma mínima recorde nas horas posteriores à invasão das tropas russas na Ucrânia.

Durante a madrugada, o rublo despencou frente ao dólar e atingiu o menor nível de sua história. Às 6h20 (de Brasília), o dólar saltava a 85,22 rublos, ante 81,19 rublos no fim da tarde de ontem, após tocar mais cedo a máxima inédita de 90,01 rublos. Acompanhe a reação dos mercados ao ataque russo.

Bolsa de Moscou

A Bolsa de Moscou, que chegou a ficar suspensa “até novo aviso”, reabriu às 10h no horário local (4h de Brasília) e registrou queda acentuada. Por volta das 6h20 (de Brasília), o índice MOEX, referência no mercado de Moscou, despencava mais de 30%.

A Rússia possui mais de US$ 600 bilhões em reservas cambiais e ouro, alternativa que pode ser usada nos mercados de câmbio para sustentar o rublo. Uma moeda em rápida depreciação dificulta o pagamento de dívidas externas e leva a preços mais altos dos produtos importados.

Ataque

A Rússia atacou a Ucrânia nesta quinta-feira (24) com bombardeios contra alvos militares em Kiev, Kharkiv e outras cidades no centro e no leste depois de o presidente Vladimir Putin ter autorizado uma operação militar nos enclaves separatistas do leste do país, segundo o ministério da Defesa da Rússia.

O país lançou uma invasão total da Ucrânia por terra, ar e mar, o maior ataque de um Estado contra outro na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.