Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa sobe, de olho em PEC dos precatórios; dólar fecha quase estável

Principal indicador da bolsa terminou o pregão na casa dos 105 mil pontos.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

B3 Bolsa Ibovespa
Crédito: Shutterstock

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta nesta quarta-feira (10), após a aprovação da PEC dos Precatórios em segundo turno na Câmara dos Deputados, com investidores repercutindo também o IPCA acima do esperado em outubro e nova bateria de resultados corporativos. A queda dos preços do minério de ferro também reverberava no Ibovespa, enfraquecendo as ações da mineradora Vale. O dólar terminou o dia quase estável.

O Ibovespa subiu 0,41%, aos 105.968 pontos. O dólar subiu 0,05%, a R$ 5,4996.

Cenário

Na noite de terça-feira, a Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno a PEC dos Precatórios, que abre espaço fiscal para o pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil em 2022, quando o presidente Jair Bolsonaro deve buscar a reeleição.

O texto-base passou na Câmara por 323 votos a 172, 15 votos acima do necessário, margem mais ampla ante aprovação apertada em primeiro turno na semana passada.

Com o resultado, o governo conseguiu manter a espinha dorsal da PEC, que amplia o limite para as despesas no Orçamento de 2022, incluindo a mudança no cálculo do teto de gastos e o adiamento de parte das dívidas judiciais que teriam de ser quitadas no ano que vem. O texto ainda deve passar por mais dois turnos no senado.

Nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,25% em outubro, após alta de 1,16% no mês anterior. No acumulado de 12 meses até outubro, o IPCA teve alta de 10,67%, contra alta 10,25% do mês anterior. Entenda os fatos que podem impactar o mercado hoje.

O mercado também reage à queda dos contratos futuros do minério de ferro de Dalian, que atingiram o menor nível em um ano nesta quarta-feira (10), com as preocupações com a demanda se intensificando devido às restrições à produção de aço da China e ao agravamento da crise de liquidez no setor imobiliário do país.

Bolsas Mundiais

Wall Street

Wall Street encerrou a sessão em território negativo nesta quarta-feira, com o apetite do investidor a risco sendo contido pela alta dos preços ao consumidor nos Estados Unidos, que alimentou temores de uma onda prolongada de inflação.

O Dow Jones caiu 0,66%, para 36.079,94 pontos; o S&P 500 teve queda de 0,82%, para 4.646,71 pontos, e o Nasdaq Composite recuou 1,66%, para 15.622,71 pontos.

Europa

O mercado acionário europeu fechou em máxima recorde nesta quarta-feira após balanços fortes dos setores de mídia e energia, enquanto as ações de tecnologia caíram uma vez que temores de aumento de competição pesaram sobre papéis de entrega de comida online.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,91%, a 7.340 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,17%, a 16.067 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,03%, a 7.045 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,44%, a 27.561 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,74%, a 9.141 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,38%, a 5.704 pontos.

Ásia e Pacífico

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta quarta-feira, depois de dados mostrarem que a inflação ao produtor no país atingiu o nível mais elevado em 26 anos no mês passado, reduzindo as chances de um corte dos juros pelo banco central no curto prazo.

O índice de preços ao produtor disparou 13,5% em outubro na comparação contra o ano anterior, de 10,7% em setembro, reduzindo mais as margens de lucros para produtores e intensificando os temores de estagflação.

“O risco de estagflação continua a aumentar. Estamos preocupados com o repasse dos preços ao produtor aos preços ao consumidor”, disse Zhiwei Zhang, economista-chefe do Pinpoint Asset Management, em nota.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,61%, a 29.106 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,74%, a 24.996 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,41%, a 3.492 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,53%, a 4.821 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,09%, a 2.930 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,10%, a 17.559 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,37%, a 3.231 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,14%, a 7.423 pontos.

(* Com informações da Reuters)

Veja também

Invista em Previdência e não se preocupe lá na frente! Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10