Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa e dólar encerram perto da estabilidade

Após foco nos juros na semana passada, atenção agora se volta a reforma tributária e CPI.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

B3 ibovespa e dólar

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em leve queda nesta segunda-feira (10), enquanto o dólar ficou quase estável em relação ao real, fazendo uma pausa depois de fechar na mínima em quase quatro meses no último pregão, com os investidores de olho nas perspectivas para a política monetária dos Estados Unidos e seu impacto nos mercados de câmbio ao redor do globo.

O Ibovespa caiu 0,11%, aos 121.909 pontos. O dólar subiu 0,03%, comercializado a R$ 5,2289. Veja outras cotações.

Os mercados foram impactados na semana anterior por perspectivas de manutenção dos juros nos Estados Unidos em patamares baixos, além da repercussão da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) em elevar a taxa Selic a 3,5% ao ano, em um comunicado no qual o mercado viu pistas de mais elevações pela frente.

Nesta semana, as atenções se voltam ao cenário em Brasília. Investidores seguem à espera de novidades das reformas econômicas enquanto acompanham os desdobramentos da CPI da Covid e seus possíveis efeitos sobre o mercado.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta segunda-feira (10) em publicação no Twitter que a tramitação e o formato da reforma tributária devem ser definidos nesta semana.

A agenda de reformas e privatizações do governo é citada por boa parte dos agentes dos mercados financeiros como fator importante para a credibilidade do Brasil, com sua concretização sendo vista como possível atrativo para investidores estrangeiros.

Por outro lado, a CPI que investiga o posicionamento do governo de Jair Bolsonaro é apontada como possível fonte de ruídos políticos no âmbito doméstico.

A primeira semana de depoimentos no Senado mostrou o governo desarticulado para defender sua gestão da pandemia e evidenciou que o Planalto teme o desgaste que deve vir das apurações, levando o presidente a adotar sua estratégia usual de lançar mão de declarações controversas em busca de mudar o foco.

Bolsonaro reiterou no fim de semana que indicará nome “terrivelmente evangélico” ao Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a provocar aglomerações e defender o voto impresso e parabenizou a Polícia Civil do Rio de Janeiro pela operação que deixou 28 pessoas mortas na semana passada na favela do Jacarezinho, zona norte da capital fluminense.

Destaques da bolsa

B2W (BTOW3) perdeu 4,37%, tendo de pano de fundo balanço na semana passada e ajustes de portfólios dada a perspectiva de reabertura de economias após medidas de lockdown por causa da pandemia de Covid-19 que beneficiaram fortemente o e-commerce. MAGAZINE LUIZA (MGLU3) caiu 3,47% e VIA VAREJO (VVAR3) cedeu 1,07%. Ambas reportam balanço nesta semana. Em Nova York, MERCADO LIVRE (MELI34) sofreu um tombo de 6,5%.

VALE (VALE3) mudou de direção e caiu 0,66%, tendo alcançado o recorde intradia a R$ 120,45 na máxima, depois que os futuros do aço e do minério de ferro de referência na China tocaram máximas históricas nesta segunda-feira. As cotações da commodity têm encontrado suporte na demanda robusta e em preocupações com a oferta. O contrato mais ativo na bolsa de Dalian, para setembro, saltou 10%.

USIMINAS (USIM5) subiu 1,04%, embalada pelo ambiente favorável a preços de metais no exterior, enquanto, no Brasil, permanece um cenário positivo para demanda e reajuste de preços. CSN (CSNA3) e GERDAU (GGBR4) subiram 0,22% e 0,03%, respectivamente.

PETROBRAS subiu 1,25% na ação ordinária (PETR3) e 1,31% na preferencial (PETR4) avançava, em sessão sem viés definido dos preços do petróleo no exterior. A companhia divulgou nesta segunda-feira que assinou contrato com a Keppel Shipyard Limited para a construção da P-78 no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

Bolsas internacionais

Wall Street encerrou em queda nesta segunda-feira, com temores relacionados à inflação afastando investidores das ações de crescimento líderes de mercado em favor das ações cíclicas, que devem se beneficiar mais com a reabertura da economia.

  • O índice Dow Jones caiu 0,1%, a 34.743 pontos
  • S&P 500 perdeu 1,043567%, a 4.188 pontos
  • O índice de tecnologia Nasdaq recuou 2,55%, a 13.402 pontos

As ações europeias atingiram máximas recordes, com as mineradoras liderando os ganhos depois que os preços das commodities dispararam, enquanto o otimismo em relação à reabertura das economias e a política monetária flexível elevaram setores que normalmente se beneficiam de uma recuperação.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,08%, a 7.123,68 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX ficou estável, a 15.400,41 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,01%, a 6.385,99 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,78%, a 24.802,90 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,94%, a 9.144,30 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,54%, a 5.177,07 pontos.

O mercado acionário da China terminou sem direção comum nesta segunda-feira, uma vez que perdas nas ações de tecnologia em meio ao aprofundamento da guerra contra monopólio de Pequim compensaram os ganhos em empresas de energia e saúde.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,55%, a 29.518 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,05%, a 28.595 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,27%, a 3.427 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,07%, a 4.992 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,63%, a 3.249 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,29%, a 17.235 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,56%, a 3.182 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,30%, a 7.172 pontos.

(*Com informações de Reuters)

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.