Siga nossas redes

Finanças

Via desacelera na bolsa; JHSF fecha em alta; Ultrapar, Vale e Magalu caem

A Lojas Americanas que subia, encerrou com desvalorização. Já a Via, que chegou a ter ganhos superiores à 5%, desacelerou.

Publicado

em

por

Investnews
Foto: Divulgação

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, a B3, virou e encerrou o dia com desvalorização nesta quarta-feira (18). A incorporadora JHSF e a Locaweb, que anunciaram a recompra de ações na véspera, fecharam com valorização. Já a BR Distribuidora, que oscilou entre perdas e ganhos, terminou em queda, assim como Ultrapar, que liderou as baixas do pregão em sessão negativa para empresas do setor de combustíveis. A varejista Via desacelerou após subir mais de 5%. Veja os destaques:

JHSF

A incorporadora JHSF (JHSF3) subiu 2,45%, entre as principais altas do Ibovespa, negociada a R$ 6,68. A valorização ocorre após a companhia anunciar novo programa de recompra de até 28 milhões de ações ordinária, que representam, aproximadamente, 9,15% do total de ações da empresa em circulação no mercado. A vigência do programa será até 17 de fevereiro de 2023.

Locaweb

A empresa de hospedagem de sites Locaweb (LWSA3) teve ganhos de 2,22%, negociada a R$ 22,60. A empresa também aprovou na véspera a criação de um programa de recompra de ações. Segundo comunicado, a companhia poderá adquirir até 3 milhões de ações ordinárias. O prazo máximo para a liquidação das aquisições será de 18 meses.

Ultrapar

A Ultrapar (UGPA3) também encerrou o pregão com queda de 4,97%, liderando as baixas do Ibovespa, negociada a R$ 15,30. A Cosan (CSAN3) caiu 2,15%, para R$ 22,30, em sessão negativa para empresas do setor de combustíveis.

Vale

 A Vale (VALE3) também recuou 3,36%, para R$ 103,41, com o setor de mineração e siderurgia do Ibovespa como um todo no vermelho, após os contratos futuros do minério de ferro negociados na China recuarem mais de 4%, pressionados por um aumento nos estoques em portos e por restrições à produção de aço.

Magalu

A Magazine Luiza (MGLU3) caiu 2,43%, para R$ 18,84. A empresa anunciou o lançamento de suas maquininhas de cartão de crédito para seus lojistas, além de um novo programa de incentivo, com o objetivo de aumentar o volume das vendas no marketplace.

Em relatório, a Lavante Ideias de Investimentos afirmou acreditar que os principais catalisadores para as ações do Magazine Luiza passam pela continuação do crescimento acelerado das vendas, mesmo considerando o aumento da competição, e pela rentabilização de seu ecossistema digital que vem sendo construído ao longo dos anos.

BR Distribuidora

BR Distribuidora (BRDT3), que oscilou entre perdas e ganhos, encerrou o pregão com queda de 0,95%, negociada a R$ 26,15. A companhia informou que assinou contrato para a venda da totalidade de sua participação acionária de 49% na Brasil Carbonos para a Unimetal Indústria, Comércio e Empreendimentos, por R$ 18,88 milhões.

Petrobras

A Petrobras (PETR4) fechou em queda de 0,89%, para R$ 26,79 na contramão dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent tinha acréscimo de 0,2%.

Americanas e Via

A Lojas Americanas (AMER3), que no pregão desta quarta-feira reverteu queda e passou a subir, encerrou com desvalorização de 0,72%, para R$ 39,93. Já a Via (VIIA3), que chegou a ter ganhos superiores à 5%, desacelerou e terminou com valorização de 1,42%, cotada a R$ 11,14. Executivos da Via fecharam um acordo de R$ 546 mil com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em processo sobre divulgação de informação.

*(Com informações da Reuters)

Veja também

Home Broker do Nu invest: mais rapidez e recursos para você, com taxa ZERO de corretagem em Ações! Aproveite já

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!