Siga nossas redes

Finanças

Fundos imobiliários, bolsa e Tesouro IPCA+ afundam em agosto; veja o ranking

Índice que reúne os principais FIIs da B3 recuou 2,63% no mês, enquanto carteira com o Tesouro Selic subiu 0,44%.

Publicado

em

Gráfico de ações

Os fundos imobiliários (FIIs), ações e papéis do Tesouro Direto atrelados à inflação estão entre os investimentos que mais sofreram no mês de agosto, segundo levantamento fornecido pela provedora de informações financeiras Economatica e pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Entre as principais classes de investimentos, o IFIX (Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários) apresentou o pior desempenho do mês, com variação negativa de 2,63%. O indicador representa os principais fundos imobiliários negociados na B3.

Na sequência aparece o Ibovespa, índice de referência das ações brasileiras, que em agosto desvalorizou 2,48%, fechando no patamar de 118.781 pontos. A bolsa foi pressionada pela queda das commodities e pelo aumento da cautela no cenário político, em meio a preocupações com o cenário fiscal e com o avanço da inflação.

Os títulos do Tesouro Direto indexados à inflação (Tesouro IPCA+) com vencimento acima de cinco anos apresentaram um recuo de 2,22% no mês, segundo o IMA-B 5+, indicador da Anbima que agrega uma carteira com estes papéis. Em agosto, os títulos públicos apresentaram um aumento generalizado das taxas em meio à percepção de maior risco.

Na outra ponta, o Tesouro Selic, representado pelo índice IMA-S, mostrou a melhor performance entre os investimentos de agosto, com valorização de 0,44% dos papéis. A expectativa de que a taxa básica de juros (Selic) deve continuar subindo favoreceu esta classe de títulos.

O dólar ptax (taxa definida pelo Banco Central no final do mês) apresentou o segundo melhor desempenho de agosto, com valorização de 0,42% frente ao real. A cotação do dólar comercial, segundo o Valor Pro, fechou o mês em R$ 5,1697.

Ranking de investimentos em agosto de 2021

ATIVOVARIAÇÃO (em %)
Fundos imobiliários (Ifix)-2,63%
Ibovespa-2,48%
IMA-B 5+ (Tesouro IPCA+ prazo longo)*-2,22%
Ouro (B3)-1,81%
IMA-Geral (Títulos públicos geral) -0,41%
IMA-B Geral (Tesouro IPCA+)*-0,12%
Euro/real0,15%
Poupança0,24%
IRF-M (Tesouro Prefixado)0,37%
CDI0,41%
Dólar Ptax/real0,42%
IMA-S (Tesouro Selic)*0,44%

Fonte: Economatica/Anbima/B3

*IMA-B, IMA-S e IMA-Geral e IRF-M são indicadores formados por uma carteira de títulos públicos.

Veja também

Invista em Previdência e não se preocupe lá na frente! Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!