Siga nossas redes

Previdência Privada: descubra se vale a pena fazer a sua

Você sabe o que é Previdência Privada e como funciona esse investimento? Esse é um tipo de aplicação que permite a você criar uma reserva de dinheiro. E que pode ser usado inclusive para outros objetivos. 

Neste vídeo, você vai saber se Previdência Privada vale a pena. Também vai conhecer os tipos de planos (PGBL e VGBL) e vai entender como é a tributação. Pronto para se planejar para uma aposentadoria tranquila? Dê o play e confira o bate-papo que o Dony de Nuccio teve com o Daniel Bellangero, head de Previdência da Easynvest. 

Aproveite!

O que é Previdência Privada?

Você pode encarar a Previdência Privada como uma aposentadoria que não está ligada ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em outras palavras, é um tipo de investimento em que você constrói uma reserva de dinheiro para o futuro. E para isso você pode aplicar em fundos específicos para Previdência Privada. 

E essa quantia pode ser usada tanto para sua aposentadoria quanto para objetivos de longo prazo, como pagar a faculdade dos seus filhos, por exemplo. 

A questão é que toda previdência Privada é um Fundo de investimento. Existem hoje no mercado os chamados fundos abertos. Ou seja, que ficam disponíveis para qualquer pessoa em bancos ou corretoras como a Easynvest.

E tem também os planos fechados, que são oferecidos por empresas apenas a seus funcionários, por meio de uma fundação.

PGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre, ou PGBL, é mais indicado para quem faz a Declaração Completa do Imposto de Renda. Aqui o dinheiro investido nesse tipo de plano é dedutível da base de cálculo do Imposto de Renda em até 12% da renda bruta anual tributável.

Na prática, isso significa que você terá que pagar menos impostos e vai sobrar mais dinheiro para investir. Ah, o PGBL é só para contribuintes do INSS ou servidores públicos.

VGBL

Já o VGBL significa Vida Gerador de Benefício Livre. Ele é o mais indicado para quem faz a Declaração Simplificada do Imposto de Renda. Ele também é indicado para quem já chegou ao limite de 12% do PGBL e quer investir ainda mais.

Apesar de não ser dedutível no IR, a grande vantagem desse tipo de plano é na hora do resgate, quando você só teria que pagar imposto sobre os rendimentos, diferente do PGBL, que paga imposto sobre todo o valor resgatado.

Tabela Progressiva x Regressiva

Quando a gente fala de tributação, o seu plano de Previdência Privada pode ser de dois tipos: Regressivo ou Progressivo. 

No plano Regressivo, o imposto diminui ao longo do tempo. Ele começa em 35% para até dois anos de plano. Depois de 10 anos de investimento, chega na menor alíquota de 10%. Já o Progressivo não aumenta com o tempo, mas tem um imposto fixo de 15% na hora que você solicitar o resgate, com ajuste posterior na declaração anual do IR.

Vantagens da Previdência Privada

O primeiro ponto que podemos citar é o fato de não ter come-cotas, que é a antecipação do Imposto de Renda que o governo cobra automaticamente do cotista, em maio e novembro. 

A segunda vantagem é a portabilidade. Esse é o direito que você tem de transferir a sua Previdência de uma instituição financeira pra outra. Ou seja, você fica livre para buscar planos com taxas melhores e até um histórico de rentabilidade melhor.

E atenção: você pode fazer a portabilidade sem pagar absolutamente nada por isso.

A terceira vantagem é que esse produto sempre é regulado e fiscalizado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), uma instituição vinculada ao Ministério da Fazenda. Você ainda conta com a experiência de gestores especializados.

Quer saber mais? Clique aqui para conferir o vídeo completo.

Mantenha seu padrão de vida mesmo depois de aposentar. Invista na Previdência Privada Easynvest!

Mais Vídeos

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.