Siga nossas redes

Negócios

Cosan: lucro líquido ajustado chega a R$ 531 mi no 3º tri, alta de 7%

O resultado é reflexo, principalmente, da melhor performance operacional da Raízen (RAIZ4), impulsionada pelo segmento de Renováveis, e da Compass.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

compass da cosan
REUTERS/Amanda Perobelli

O lucro líquido ajustado da Cosan (CSAN3) no terceiro trimestre deste chegou a R$ 531 milhões, uma alta de 7% na comparação com o mesmo período de 2020. O resultado é reflexo, principalmente, da melhor performance operacional da Raízen (RAIZ4), impulsionada pelo segmento de Renováveis, e da Compass, evidenciando, segundo a empresa, a retomada da atividade econômica. Estes efeitos foram parcialmente compensados pelo cenário mais desafiador enfrentado pela Rumo, em decorrência da quebra de safra do milho, e pelo aumento nas despesas financeiras no trimestre.

O lucro líquido do trimestre, considerando todos os efeitos extraordinários, alcançou R$ 3,3 bilhões, maior resultado líquido da história da companhia, impactado pelos ganhos líquidos sobre os efeitos do IPO da Raízen S.A. e da incorporação da Biosev.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) proforma ajustado entre julho e setembro ficou em R$ 3,441 bilhões, alta de 6,7% ante o mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado pela expansão dos resultados operacionais, refletindo a retomada da atividade econômica.

Em seu relatório de resultados, a Cosan disse que para proporcionar comparabilidade dos resultados em relação aos períodos anteriores apresentou informações financeiras consolidadas em base proforma, isto é, consolidação de 100% dos resultados das controladas diretas e 50% do resultado da cocontrolada Raízen S.A., também em base proforma, incluindo os resultados da Biosev pela Raízen.

A receita operacional líquida ficou em R$ 31,016 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 59% ante o mesmo período do ano passado e avanço de R$ 23% na comparação com o segundo trimestre.

A geração de caixa líquido para o acionista (FCFE) totalizou R$ 8,3 bilhões, dez vezes maior, devido principalmente à integralização dos recursos do IPO da Raízen e da captação privada na Compass. Como consequência, a alavancagem (medida pela relação dívida líquida/EBITDA) reduziu para 2,1x no período, de 2,8x em junho. A dívida líquida totalizou R$ 28,610 bilhões em setembro, alta de 2,2% ante junho.

Veja também

Invista com rentabilidade altíssima alavancando seus ganhos! Invista em Índice!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu