Siga nossas redes

Negócios

Microsoft vai fechar LinkedIn na China

A rede social afirmou que vai substituir o serviço no país por um novo portal chamado InJobs.

Publicado

em

por

Reuters
Ilustração de logo da Linkedin 30/8/2018 REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

A Microsoft (MSFT34) está desativando as operações da rede social LinkedIn na China, quase sete anos depois de seu lançamento e vai substituí-la por uma versão simplificada da plataforma focada apenas em empregos.

O LinkedIn era a única grande rede social norte-americana que operava na China, onde o governo exige cumprimento de rígidas regras e determinações.

“Estamos enfrentando um ambiente de operação significativamente mais desafiador e maiores exigências regulatórias na China”, disse o LinkedIn nesta quinta-feira (14).

O LinkedIn afirmou que vai substituir o serviço na China, que restringe a publicação de conteúdos considerados sensíveis pelo governo, por um novo portal chamado InJobs.

O novo serviço, a ser lançado até o fim do ano, não vai incluir um feed social ou capacidade dos usuários de compartilharem publicações.

Veja também

Faça seu dinheiro começar a render mais hoje! Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.