Siga nossas redes

Economia

Após polêmica, Caixa e BB desistem de sair da Febraban, diz colunista

Bancos haviam comunicado intenção de deixar entidade em razão de um manifesto político.

Publicado

em

Logo do Banco do Brasil fotografado em São Paulo (SP) 09/08/2018 REUTERS/Paulo Whitaker

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil (BBAS3) desistiram de deixar a Febraban, entidade que representa os bancos tradicionais no país. A informação foi publicada pelo colunista do jornal “O Globo, Lauro Jardim.

No último fim de semana, repercutiu a notícia de que ambos os bancos manifestaram intenção de deixar a Febraban. O motivo da saída seria um manifesto que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) deveria publicar na terça-feira (31), com um pedido de harmonia entre os três Poderes, da qual a Febraban é signatária.

Segundo relatos, Caixa e BB, que são bancos estatais, se posicionaram contra a adesão da Febraban ao manifesto, que foi votada na instituição e teve concordância da maioria. Após a polêmica, a entidade decidiu adiar a publicação após a polêmica.

A Febraban manteve na quinta-feira (02) apoio ao manifesto e procurou se distanciar da Fiesp. A entidade considera que o conteúdo do manifesto, aprovado por sua governança própria, foi amplamente divulgado pela mídia do país, cumprindo sua finalidade”, disse a entidade em nota, citando manifesto que, após ter sido vazado para a imprensa, criou um mal estar com o governo do presidente Jair Bolsonaro e fez Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil ameaçarem deixar a Febraban.

No comunicado desta quinta-feira, a Febraban afirmou que respeita a opção dos dois bancos controlados pelo governo federal, ambos contrários à assinatura do manifesto.

Veja também

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!